In my Mailbox #102

Depois de duas semanas sem vídeo, aqui está mais um IMM! Tudo bem com vocês? (:

  • Livros
  1. Elixir, da Hilary Duff
  2. Devoted, da Hilary Duff || Evento em Recife – 29/09
  3. Loucamente Sua, da Rachel Gibson
  4. Um Romântico Incorrigível, do Devan Sipher
  5. Fiquei com seu Número, da Sophie Kinsella || Resenha
  6. A Morte é Legal, do Jim Anotsu || Trilha Sonora – Dresbel Sounds
  7. Cordilheira, do Daniel Galera
  8. A Ascensão da Meia-Noite, da Lara Adrian || Resenhas: Livro 1 | Livro 2 | Livro 3
  9. O Primeiro Dia, do Marc Levy
  10. Um Ano Inesquecível, do Ronald Anthony
  11. Ladrão de Almas, da Alma Katsu

Resenha: Midnight Awakening, Lara Adrian

Nesse terceiro livro da série Midnight Breed, acompanhamos a nova rotina de Elise Chase, uma aristocrata da sociedade vampiresca que vive nas sombras em busca de vingança pela morte do seu único filho. Elise utiliza seus poderes mentais para buscar e matar Subordinados. O que seria penoso apenas pelo simples fato da vingança é ainda pior para Elise porque seus poderes a devastam, e ela enfraquece cada dia mais sem sangue. É nesse estado de devastação que, um dia, Tegan a encontra a encontra e a salva de seus inimigos. E é a partir desse momento que os dois, apesar de todo o sofrimento que eles já passaram, começam a se encontrar.

Confesso que, dos três livros já lançados aqui no Brasil dessa série, esse foi o que eu menos gostei – mesmo gostando bastante. O motivo é simplesmente a angústia: os dois personagens já sofreram demais, e continuam sofrendo, buscando por vingança. Ou seja, o fator que eu não gostei é atrelado a um dos pontos fortes do livro: a narrativa da Lara Adrian é forte e angustiante e tensa. Sem nunca perder o tom sensual da série. Mas também sem nunca desmerecer o sofrimentos dos personagens.

É bem interessante ver o papel feminino nessa série. As personagens são sempre fortes, decididas, donas de si. A história da Elise em particular é incrível: o marido dela morrera há algum tempo, e ela ainda estava de luto quando seu filho se tornou um Subordinado por causa do carmesim. Ela o viu ser morto pelo seu cunhado, e agora a única coisa que a mantém de pé – e, ao mesmo tempo, a destroi – é a busca por vingança.

Os momentos de Tegan e Elise são tensos e singelos ao mesmo tempo. Eles começam a trabalhar juntos pela Raça, mas não conseguem mentir a atração que sentem um pelo outro. A autora soube trabalhar esses momentos de casal muito bem, tanto nos momentos mais românticos quanto nos momentos de trabalho. A Elise é uma personagem e tanto, em todos esses momentos.

Livro: O Despertar da Meia-Noite

Série: Midnight Breed #3 | #2 | #1

Autora: Lara Adrian

Lançamento: 2011

Editora: Universo dos Livros

Links: Skoob

Compre: Cultura | Saraiva | Submarino

Classificação: 

In my Mailbox #67

  • Livros
  1. O despertar da meia-noite, da Lara Adrian
  2. O trono de fogo, do Rick Riordan
  3. Tony & Susan, do Austin Wright
  4. Ecos da morte, da Kimberly Derting
  • Resenhas
  1. O beijo da meia-noite (Midnight Breed #1)
  2. O beijo escarlate (Midnight Breed #2)
  3. Tony & Susan – Resenha do Psychobooks

Resenha: Kiss of Crimson

Segundo livro da série Midnight Breed, nesse livro conhecemos mais sobre Dante, um guerreiro da Raça como Lucan. Em uma certa noite, Dante persegue um Renegado com o objetivo de matá-lo, mas, surpreendentemente, o ataque não faz efeito como deveria, e ele é obrigado a se esconder, por causa de seus diversos ferimentos. Ao voltar à consciência, ele se encontra em um local desconhecido, e uma mulher está tentando salvá-lo, ao modo dela. Ela realmente consegue salvá-lo, mas ao modo dele, mas ele descobre só depois que ela é uma das escolhidas para a Raça, e agora eles estão ligados. A mulher é Tess Culver, uma veterinária que faz de tudo pelo seu trabalho e que não se dá por vencida. E para piorar (ou melhorar) a situação, Dante descobre que ela tem ligação com o suspeito de traficar Carmesin, uma droga fraca para humanos, mas que para os como Dante leva à degradação total.

Pra quem viu minha resenha do primeiro livro da série, O beijo da meia-noite, sabe que eu gostei bastante, apesar das diversas semelhanças com IAN. Nesse segundo livro, destaco dois pontos fortes que me fizeram gostar ainda mais da história: o primeiro é um dos pontos fortes do primeiro livro também, que é a personagem feminina. Nessa série ela não é apenas a mulher do personagem principal, ela é tão importante quanto ele; e ela é forte e determinada, também.

O outro ponto forte pra mim foi a história paralela a de Dante. Um outro personagem aparece e toma uma forma tão legal que eu estou ansiosa para o livro dele (que eu acredito fortemente que terá!). Como sempre tem nesse estilo de série da Universo dos Livros, no fim do livro tem uma prévia do próximo livro e o que acontece, tanto no final desse livro quanto no próximo, é uma reviravolta tão grande na vida dele que eu não consigo imaginar o que a autora irá fazer com ele. Eu gostei bastante disso!

Gostei bastante do rumo que as coisas tomaram nesse livro e estou ansiosa pelo resto da série (que é realmente grande, mas eu até gosto disso!). O próximo livro – Midnight Awakening (literalmente, Despertar da meia-noite) - (não consigo, SEMPRE leio aquela prévia que vem nos finais dos livros!) parece ser muito interessante, com uma personagem que já está inserida no mundo da Raça, e que parece querer “revolucionar” (hahaha). Será? Lança logo, Universo dos Livros!

Livro: O beijo escarlate

Série:Midnight Breed #1 | Midnight Breed #2

Autora: Lara Adrian

Lançamento: 2011

Editora: Universo dos Livros

Links:Skoob

Compre:Cultura | Saraiva | Submarino (melhor preço: R$ 29,90)

Resenha: Kiss of Midnight

Gabrielle Maxwell é fotógrafa; ela estava saindo da boate a qual havia ido com os amigos comemorar o sucesso de sua mais nova exposição quando presenciou um ataque brutal. Apavorada, e de alguma maneira impelida a fazer algo, ela tirou fotos dos atacantes com o celular e fugiu assim que foi notada. Mas suas fotos ficaram desfocadas por causa do medo que ela sentia e a polícia não encontrou nenhuma prova de que tudo o que Gabrielle dizia era verdade. Mas Gabrielle se sente mais tranquila quando Lucan Thorne, suposto detetive da polícia, aparece na sua casa e diz que levará as fotos para serem examinadas. Além de tranquilizá-la, Lucan faz com que ela se perca em desejo. Mas ela não tem noção do que Lucan verdadeiramente é – e nem do que ela mesma representa para a raça dele. Após esses dois estranhos encontros, a vida de Gabrielle não será mais a mesma.

Esse é o primeiro livro da série Midnight Breed e eu fiquei bem feliz quando soube que iria ser lançada aqui no Brasil. A capa passa bem o estilo do livro, bem erótico, e ao mesmo tempo esconde uma história bem escrita e com uma base bem legal. Se você gosta da série Irmandade da Adaga Negra, provavelmente gostará dessa também; as semelhanças estão por toda parte (ou talvez, justamente por ser parecido, mas não melhor, você não gostará dessa série). Pra mim essa semelhança não foi ruim, porque apesar de gostar mais de IAN, eu gostei do plano de fundo em que o romance acontece.

Eu gostei bastante da escrita da Lara Adrian, com suas várias perspectivas e seu constante teor erótico. Mas o que eu mais gostei mesmo foi a Gabrielle. Ela nem de longe é uma personagem fraca e ela tem um papel bem importante no desenvolvimento da história. A história é mais focada nela do que no Lucan e não vive só do romance deles.

A série terá 10 livros – o 9º foi lançado esse ano e o 10º está previsto para o próximo ano nos EUA – e aqui no Brasil a Universo dos Livros já lançou os dois primeiros (resenharei o segundo, O Beijo Escarlate, na próxima terça!). Eu estou bem curiosa pra ler o resto da série, porque pela contagem de personagens, outros devem ser adicionados com o passar dos livros.

Livro: O beijo da meia-noite

Série: Midnight Breed #1

Autora: Lara Adrian

Lançamento: 2011

Editora: Universo dos Livros

Links: Skoob

Compre: Cultura | Saraiva | Submarino