Resenha: Sugar Daddy, Lisa Kleypas

Esse foi o primeiro romance contemporâneo da Lisa Kleypas que eu li. Já a conhecia pelos romances históricos, os quais eu gosto bastante, e não conhecia essa série dela. Confesso no começo não me empolguei muito. A história da Liberty começa dramática e lenta. Basicamente até o meio do livro a história em si não anda, é apenas o passado dela.

Mas o que no começo pareceu ser um ponto fraco, na verdade virou um ponto forte. O fato é que começar esse livro pensando e criando expectativas para um grande romance não é o jeito certo de começar a lê-lo. Esse livro, na verdade, é sobre a Liberty e seu desejo de ser alguém na vida. Alguém diferente do que sua mãe foi, deixada pelo pai e sem objetivo na vida; alguém diferente das pessoas com quem ela conviveu no estacionamento de trailers. Ela queria algo mais, queria dar mais para sua irmã, e ela pensava que Hardy Cates poderia dar essa vida a ela.

A primeira metade do livro se torna um pouco cansativa porque você espera que ela seja algo, que comece algo, que se torne algo… mas na verdade a primeira parte é o relato de o que a Liberty passou antes para tudo o que acontece na segunda parte, e você não espera por nenhuma das guinadas que a vida dela dá. Você vê o crescimento da personagem, uma adolescente perdida, à sombra da mãe que se torna uma mulher forte, decidida e honrada.

Quando o patriarca da família Travis entra em contato com Liberty pela primeira vez, ela já é uma mulher com o pensamento centrado e que luta para ter uma vida melhor com sua irmã. A amizade deles é estranha aos olhos leigos, e Liberty tem noção disso, mas aceita a oportunidade que lhe é dada pensando em uma vida melhor para sua irmã. E ela não tem a menor noção que Gage Travis vai ser uma mudança brusca, por vezes grosseira e, no final, muito benvinda em sua vida.

Lisa Kleypas consegue ser ótima escrevendo tanto romances históricos quanto romances contemporâneos. Ao colocar uma personagem que luta pela sua sobrevivência com tanta garra, sem perder a doçura de um amor inesperado, ela consegue se destacar tanto na escrita quanto no desenvolvimento de sua história. Mesmo, para mim, pecando um pouco na apresentação da personagem e de seu background na primeira parte, ela consegue se superar na segunda parte do livro. Recomendo para quem gosta de fortes emoções, dramas bem construídos e romances que aparecem do nada.

SKOOB | GOODREADS | AMAZON

FICHA TÉCNICA

Autora | Lisa Kleypas

Título original | Sugar Daddy

Série | Travis Family #1

Tradutora | A.C. Reis

Editora | Gutenberg

Páginas | 287

No TweetBacks yet. (Be the first to Tweet this post)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


CommentLuv badge