Resenha: Here’s Looking at You, Mhairi McFarlane

No seu último dia do ensino médio, Anna é ridicularizada na frente de todos e isso a marca para sempre. Mesmo agora, 16 anos depois, com um novo nome, uma nova aparência e uma carreira bem-sucedida como professora universitária e especialista em História, ela ainda não conseguiu superar aquele momento. Com um empurrãozinho dos amigos, ela decide ir ao reencontro da turma e fica surpresa ao perceber que ninguém a reconhece. Porém, quando um projeto do trabalho exige que ela tenha contato com James, o pivô de toda a situação mais constrangedora de sua vida no colégio, ela terá que decidir se o James de hoje é o mesmo garoto que ela gostava na época do colégio e que sempre a ignorou.

Confesso, não esperava muita coisa desse livro. Pensava que seria uma história clichê de duas pessoas que estudaram juntas e sempre tiveram uma paixonite, mas que a vida separou e agora se reencontram. Mas esse livro é muito mais que isso. E virou um dos meus favoritos desse ano.

A Anna é totalmente identificável. Ela tinha problemas com sua aparência quando era adolescente, mudou seu exterior e ficou totalmente diferente, mas ainda se vê como um patinho feio que não merece a atenção que tem. Ela se subestima a todo momento, sempre achando um defeito ou outro. E essa imagem pessimista foi construída ao longo dos anos escolares, aquela época em que todos vivemos à flor da pele e que causa grandes estragos, na grande maioria das vezes. O tema bullying está sempre presente no livro, mas não diretamente. Você sabe que todos os problemas que a Anna vê em si mesma basicamente é por causa dessa fase da vida dela, mas esse não é o foco dela nem do livro. As partes que a autora se dedica ao tema são pesadas, mas curtas, o que indica a presença contínua do tema na vida da personagem, mas que ela não se deixa abater por isso (não mais).

O relacionamento dos personagens é algo complicado, real, cheio de problemas, acusações, achismos e desejos. Esse aspecto da história demora um pouco pra engrenar, mas a espera serve como plano de fundo dos personagens. Se o relacionamento entre eles é bem-construído, é porque a autora tomou seu tempo pra mostrar os vários lados dos dois antes de juntá-los. Cada um com seus problemas e satisfações. Eles são muito diferentes agora do que desde que se viram pela última vez, 16 anos atrás. Anna é bem diferente por fora, mas por dentro muito do que foi construído ficou. E a mudança de James é contrária, pois Anna ainda consegue ver várias coisas na aparência dele que ela já gostava quando era adolescente, mas por dentro ele está mais centrado, mais maduro e mais ranzinza, por assim dizer.

O ponto forte desse livro, pra mim, não é nem o relacionamento dos dois, mas os diálogos e as referências. Eu gosto muito disso, e o senso de humor e crítico da Anna é maravilhoso quando ela faz comparações com referências pop. Ela é uma personagem forte e incrível, enquanto o James parece meio perdido, com poucos (e ruins) amigos e um trabalho que ele tolera, mas que as pessoas são meio insuportáveis. As conversas que eles têm são de tirar o fôlego, mesmo que o romance em si não seja o primeiro pensamento de ambos em grande parte do livro.

Pra quem gosta de romance contemporâneo engraçado e com um pouco de drama, recomendo fortemente. Pra mim, foi a mistura perfeita de insegurança, medo e perdão, aliados a diálogos excitantes e divertidos.

SKOOB | GOODREADS | AMAZON

Ficha técnica

Autora | Mhairi McFarlane

Título original | Here’s looking at you

Tradutora | Alyne Azuma

Editora | Harper Collins

Páginas | 368

No TweetBacks yet. (Be the first to Tweet this post)

2 Comentários em Resenha: Here’s Looking at You, Mhairi McFarlane

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


CommentLuv badge