Resenha: Ignite Me, Tahereh Mafi

Incendeia-me é o terceiro e último livro da trilogia Estilhaça-me e, pra mim, fechou a série com chave de ouro. Essa é uma série que continuou de forma firme e bem trabalhada do começo ao fim. E são pouquíssimas as séries que conseguem esse feito.

A série conta a história da Juliette, uma garota que tem um poder fatal só de tocar nas pessoas e, por isso, é afastada de todo e qualquer contato humano. A única coisa que a impede de enlouquecer de vez é o caderno e a caneta que ela mantém consigo, em que ela escreve seus pensamentos e sentimentos mais profundos de medo, solidão e desespero. Duas coisas acontecem que mudam drasticamente a vida solitária e desesperada dela: depois de quase um ano sozinha numa cela, um companheiro de cela é mandado para viver com ela, e ela descobre que ela está sendo mantida em cativeiro pra ser usada como arma do sistema político que vigora e que, em suma, destrói tudo para manter uma aura de medo entre os habitantes.

Os dois maiores pontos fortes de toda a série são a construção e o crescimento dos personagens e a narrativa da autora, que acompanha esse crescimento e muda com os personagens. No primeiro livro, Juliette é uma garota amedrontada e quase insana por causa de seu poder. A narrativa da autora é cheia de palavras riscadas e pensamentos repetidos, que é como a Juliette se sente, incapaz de entender seus próprios sentimentos e de lutar por si mesma. No segundo livro, Juliette ainda não tem a confiança completa em si mesma, mas com ajuda de fora e conhecimento sobre a situação ela começa a saber porque e por quem lutar. A narrativa ainda tem alguns cortes, mas dá pra perceber o crescimento da personagem pela organização de seus pensamentos.

E nesse terceiro livro, Juliette é quase uma heroína completa. As cenas de ação aparecem bem mais nesse último livro do que nos outros dois, o que pode não funcionar pra alguns leitores, mas o romance é cheio de reviravoltas por conta das pessoas e dos acontecimentos relacionados ao momento político. E as decisões e o comportamento da Juliette são mais condizentes com a situação e a narrativa segue no mesmo caminho, sendo mais ágil para acompanhar a tensão.

Nesse último livro já não sobra praticamente nada da Juliette do primeiro livro, desesperada e cheia de medo. O crescimento da personagem é algo incrível, e cada conquista dela, seja psicológica ou física, é acompanhada na narrativa da autora durante toda a série.

Todos os três livros são favoritos meus e eu tenho as edições brasileira e americana. O padrão das capas americanas mudou no meio da série, a editora brasileira só acertou mesmo na capa e na revisão no terceiro livro, mas eu recomendo muito a leitura, principalmente se você gosta de distopia e romance. Além dos três livros principais, também foi lançado — aqui no Brasil só em e-book — dois contos com o ponto de vista dos dois personagens principais masculinos, Adam e Warren. Os dois contos também valem muito a pena, e eu só consegui pensar que eles deveriam ser maiores.

Livro: Incendeia-me
Série: Estilhaça-me #3
Autora: Tahereh Mafi
Lançamento: 2014
Editora: Novo Conceito
Links: Skoob 
Classificação:  mpcmpcmpcmpcmpc
No TweetBacks yet. (Be the first to Tweet this post)

1 Comentário em Resenha: Ignite Me, Tahereh Mafi

  1. Minha trilogia predileta até o momento. A autora fez um excelente trabalho, são 5 estrelas e favoritado, entretanto, achei uma mudança um tanto radical no terceiro(apesar de ser o meu favorito) gostaria muito q a autora desse um final apropriado para os personagens q me cativaram muito durante a leitura. Quando terminou, eu disse cadê o desdecho. O que aconteceu com fulano e sicrano. Como eles ficarão? Talvez tenha sido porque gostei muito q desejei uma continuação. Rsrsrs… enfim melhor trilogia até o momento. :)

    [Responder]

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


CommentLuv badge