Resenha: Love Letters to the Dead, Ava Dellaira

Laurel começa a escrever para Kurt Cobain porque sua irmã gostava muito dele. E Laurel sente muitas saudades da irmã, e um vazio imenso porque ela não está mais ao seu lado. Era só uma carta, para ser entregue para a professora, mas Laurel acha conforto naquelas cartas escritas pra Amy Winehouse, Janis Joplin, Heath Ledger. Aquelas cartas que nunca serão entregues contém todas as angústias de Laurel, desde o começo do colegial até seu sentimento pela sua irmã.

Eu queria ter gostado mais desse livro. Talvez tenha sido o estilo de “tentar entender o luto através de cartas” que não me apeteceu, talvez tenha sido a falta de conexão tanto com a Laurel quanto com qualquer outro personagem, talvez tenha sido a angustiante revelação do fim do livro, que, por ser percebida por uma adolescente imatura, não teve um “tratamento” adequado…. De todo modo, não gostei tanto desse livro.

O fato é que pra tudo o que eu gostei eu consigo pensar em algo que eu não gostei diretamente ligado. Por exemplo, gostei do tom narrativo usado nas cartas, que desde o primeiro momento dá a entender que a Laurel tem um segredo relacionado à irmã dela, mas que ela não se sente confortável pra falar sobre. Mas ao mesmo tempo que gostei disso, definitivamente não gostei da autora não ter desenvolvido o segredo a tempo de apresentar uma contrapartida, algum conforto real. Pra mim, pareceu que as cartas redimiram a situação da Laurel, e pronto!, ficou tudo ok. Mas… não é bem assim que acontece.

E isso me leva ao outro ponto: gostei da angústia apresentada em todas as cartas, algumas em mais do que outras, mas por outro lado, me pareceu que nenhum dos outros sentimentos foi aprofundado. Nem mesmo o luto. Nem parece ter qualquer outro sentimento mais… devastador. Ela parece estar num estado meio lacônico, mas aí ela começa a falar do Sky e às vezes parece que eles se conectam, mas não realmente, porque ela não consegue passar emoções muito profundas.

Fiquei com a impressão de que o livro era pra ser sobre como lidar com o luto através de cartas, mas na real a Laurel *não* lida com seu luto até as páginas finais. E ela “tenta” se achar no meio das coisas que a lembram de sua irmã, mas de novo isso só acontece, pouco profundamente, nas páginas finais.

Não é um livro ruim, mas todo mundo falou tão bem e houve tantos elogios, que realmente esperava mais. Diria que é um livro 3/3.5 estrelas. As curiosidades sobre os artistas citados são um bônus bem legal.

Livro: Cartas de Amor aos Mortos
Autora: Ava Dellaira
Lançamento: 2014
Editora: Seguinte
Links: Skoob | Goodreads
Clasificação: mpcmpcmpc
No TweetBacks yet. (Be the first to Tweet this post)

1 Comentário em Resenha: Love Letters to the Dead, Ava Dellaira

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


CommentLuv badge