Resenha: Swoon, Nina Malkin

Nada acontece em Swoon, Connecticut. E Candice, nova-iorquina, já aceitou esse triste fato. Mas as coisas começam a mudar quando Penélope, sua linda prima, cai de uma árvore e é possuída pelo espírito do jovem Sinclair Youngblood — que foi enforcado injustamente nessa mesma árvore na era colonial. Só Candice sabe do novo -mas-antigo morador da cidade, e só ela pode lidar com ele.

— PRÓS —

  • Esse livro foi lançado em 2010 (!) e eu só fui lê-lo agora em 2014. Isso porque na época do lançamento o pessoal tava falando demais, e eu meio que não consegui me interessar a lê-lo. A sinopse não me interessou muito, pensei que fosse ser uma coisa muito adolescente com fantasmas com triângulo amoroso. Meh, passei. Mas estava de boas na livraria, vi o livro na estante, fui ler as primeiras páginas… E adorei a escrita da Nina Malkin! Em pouco tempo eu já tinha lido umas 40 páginas, no meio da livraria!
  • Aí eu começo a ler na livraria e a primeira cena é da Candice e da Penélope, debaixo da árvore onde tudo começa……… fumando maconha! E outras cenas durante o livro também são coisas bem raras em livros young adult, apesar de serem situações que MUITOS adolescentes vivem. Ok, adolescentes bebem, adolescentes dirigem escondido dos pais, e isso é retratado em livros. Mas a linguagem uilizada pela Nina Malkin foi algo que eu não vejo em muitos livros, de jeito nenhum. Eu gostei muito desse aspecto mais realista da vida adolescente da Dice e de seus amigos. Como um todo, achei a narrativa fluida e me diverti bastante com a história. Mas CUIDADO: o livro é APELATIVO. São jovens ricos e basicamente soltos na “vida”, com pais que só aparecem umas três vezes durante a história, falando por entre paredes, ou até entre andares da casa. Não tem muitos limites. Se você não se sente confortável com drogas e sexo, esse aspecto pode ser um contra pra você.
  • Falando na Dice: adorei ela! Não sei se é porque ela é de NY e está vivendo numa cidade bem menor, mas ela me pareceu extremamente descolada (e eu estou vivendo nos anos 90 pra falar palavras como ‘descolada’). E ela é BADASS! Adoro! Eu a achei decidida, daquele tipo de garota que topa tudo, e se não der certo é só voltar e fazer dar certo.
  • A história tem muito potencial e acho que a autora foi feliz em grande parte dela. As reviravoltas são boas, os personagens são bons, a parte fantástica é bem construída. Alguns pontos são meio confusos, algumas cenas que parecem ter sido colocadas meio descontroladamente, mas nada que me fizesse desgostar da leitura.

— CONTRAS —

  • Eu demorei um pouco pra ler esse livro porque tinha alguma coisa me incomodando durante a leitura e eu não sabia exatamente o que era… Passei boa parte do livro pensando no que poderia ser, mas não descobri. Só vim perceber bem depois: a atitude do Sin. Veja bem, ele é da era colonial, talvez a autora tenha feito ele desse jeito por causa dessa diferença temporal. Mas, sinceramente, isso não cola pra mim. Não é a vingança dele, é o jeito com que ele trata a Candice e a Penélope, principalmente. Ele abusa delas. Emocionalmente e fisicamente. E nada é culpa dele. Tudo é culpa das outras pessoas, aquelas contra quem ele quer vingança. E tudo pra ele é isso: vingança. Não importa por cima de quem ele passe (quanto mais pessoas melhor, na verdade).
  • Romance não é algo que realmente exista nesse livro, e o livro é vendido como tal. Mas não se deixem enganar: a única apaixonada é a Dice, mesmo com todos os motivos para não cair de amores pelo Sin.

Opinião final: 3.5/4 estrelas. Eu ainda estou com uma pulga atrás da orelha sobre alguns aspectos desse livro. Talvez se tivesse alguma “voz da razão”, que mostrasse que algumas coisas são ok, mas outras não são de jeito nenhum, eu ficasse mais confortável com esse livro. Mas foi um bom entretenimento, de qualquer forma. Mas acho que não lerei a continuação — que existe, apesar desse livro terminar fechadinho.

Livro: Swoon
Série: Swoon #1
Autora: Nina Malkin
Lançamento: 2010
Editora: Galera Record
Links: Skoob | Goodreads
Classificação: mpcmpcmpcmpc
No TweetBacks yet. (Be the first to Tweet this post)

1 Comentário em Resenha: Swoon, Nina Malkin

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


CommentLuv badge