Resenha: The Rosie Project, Graeme Simsion

“Você me considerou como possível parceiro?
“Claro” – respondeu ela – “Fora o fato de você não ter a menor noção de comportamento social, de sua vida ser regrada por um quadro branco e de você ser incapaz de sentir amor… você é perfeito.”

Don Tillman é um professor de genética que nunca teve um segundo encontro. Toda a sua vida é organizada metodicamente, incluindo o tempo para um possível imprevisto. Mas a única coisa que nunca se encaixou no cronograma de vida dele foi uma mulher. Para resolver esse problema da forma mais lógica (ou seja, a única que é familiar para ele), Don resolve criar um questionário que, teoricamente, conseguirá escolher a melhor esposa para ele, seguindo critérios escolhidos metodicamente, claro, por ele mesmo.

Mas aí Rosie entra na vida de Don, com a ajuda de um de seus poucos amigos, Gene, e acaba mudando um poucos as coisas. Rosie não tem pretensão nenhuma de participar do Projeto Esposa e nem Don pretende fazê-la participar, já que ela fuma e não consegue chegar no horário pra nada — duas coisas cruciais para Don.

O melhor desse livro não é a Rosie, não é o questionário pretensioso e, por vezes, hilário do Don, não é o romance, não são as coisas engraçadas, não é a tarefa totalmente fora do seu comum que o Don acaba aceitando fazer pela Rosie. É o próprio Don. Suas peculiaridades e seu jeito de lidar com elas. É interessantíssimo ver como ele reage tão diferentemente às coisas mais comuns.

O Don é incrível porque ele começa o Projeto Esposa como uma forma de resolver logicamente algo que está faltando na vida dele, mas durante o desenrolar do projeto e com a ajuda da Rosie, ele vai descobrindo, julgando e desenvolvendo coisas sobre ele mesmo. Ele percebe que é diferente das outras pessoas num nível muito maior do que o normal, mas vai avaliando pra ver se ele realmente precisa (e quer) ser como todo mundo.

O sistema de vida do Don rende muitas risadas, mas confesso que já me imaginei fazendo uma agenda diária bem detalhada também (só nunca coloquei em prática por motivos de: preguiça).

Assim que comecei a escrever essa resenha, imaginei o livro como um filme, e até comentei no twitter quão amor total seria se o Benedict Cumberbatch fizesse o Don. Qual não foi a minha surpresa ao pesquisar um pouco sobre o livro e descobrir que o Graeme Simsion realmente começou escrevendo um roteiro, e só depois é que virou livro!

Esse livro só não virou favorito, assim, da vida porque eu achei o final bonitinho, mas queria ter achado LINDO. Tinha muito potencial pra esticar um pouquinho mais e fazer um final de arrebatar corações. Faltou uma coisinha de nada!

Se você quer ler algo bem diferente, super-recomendo esse livro! Se você quer ler uma comédia romântica despretensiosa, mas cheia de situações diferentes, leia esse livro!

Livro: O Projeto Rosie
Autor: Graeme Simsion
Lançamento: 2013
Editora: Record
Links: Skoob
Classificação:                                                             mpcmpcmpcmpcmpc
No TweetBacks yet. (Be the first to Tweet this post)

1 Comentário em Resenha: The Rosie Project, Graeme Simsion

  1. Tb adoro essa citação!

    E pra mim tb foi assim como pra vc, até comentei lá no vídeo de Leituras de Fevereiro.
    A graça do livro é o Don e o livro é 5 estrelas, mas não é favorito, pq tb queria um pouquinho mais de romance ali no finalzinho. Eu ri mto! E tb me vi MUITO no Don viu? Principalmente na história de “fobia de contato”. Não que eu não goste que me toquem, mas não sinto a necessidade de estar em contato com o mundo não, rs

    [Responder]

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


CommentLuv badge