Resenha: The Age of Miracles, Karen Thompson Walker

Julia tem 11 anos, mora na Califórnia e vive uma vida bem normal de transição para a adolescência até o mundo não ser normal: ele começa a girar mais devagar, mudando, assim, o que sempre parecia imutável – a ideia de que o dia acaba quando o sol se põe e a noite termina quando o sol nasce.

A Idade dos Milagres consegue juntar incrivelmente bem a sutileza de uma garota de 11 anos com o inimaginável apocalipse do tempo como se conhece.

Eu gostei desse livro principalmente porque o ponto de vista é de uma garota de 11 anos, que está começando a se descobrir e a descobrir mais sobre o mundo, e não tem ideias pré-concebidas sobre quase tudo. Todos os dilemas adultos são quase que indiferentes pra ela, e essa percepção é bem interessante diante de todo o caos que está acontecendo durante a história. Imagino que a história seria extremamente mais chata se o ponto de vista fosse da mãe ou do pai dela, pessoas que têm que se preocupar com tudo e têm que tomar decisões muito difíceis em um curto espaço de tempo.

O que eu não gostei nesse livro foi que o fim me pareceu meio… sem razão, sem ter porque. Não creio que tenha um final ruim pro desenvolvimento da história, mas é que não costumo gostar de finais sem uma resolução, sem passar uma ideia de ‘nossa, passei por tudo aquilo, mas consegui dar a volta por cima’. Pra mim, o ‘clima’ do fim pareceu muito com o ‘clima’ do começo, algo tipo ‘começou assim, terminou assim, e eu não tive nada a ver com isso’. Faltou algo, mas não consigo pensar num jeito de realmente traduzir o que eu senti falta.

Livro: A Idade dos Milagres

Autora: Karen Thompson Walker

Lançamento: 2012

Editora: Paralela

Links: Skoob

Classificação: mpcmpcmpcmpc

No TweetBacks yet. (Be the first to Tweet this post)

1 Comentário em Resenha: The Age of Miracles, Karen Thompson Walker

  1. Quando o livro acaba assim é muito chato, parece até que você perdeu tempo.
    Parece que falta algo. E no fim, não vai ser um livro que você vai levar de lembrança. Já li vários assim, você se empolga bastante e no fim não tem nada interessante.

    Mas, tava na vontade de ler, agora fiquei dividida.

    [Responder]

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


CommentLuv badge