Resenha: Gut Gegen Nordwind, Daniel Glattauer

Emmi e Rothner e Leo Leike são duas pessoas que não se conhecem, mas passam a trocar e-mails por causa de uma mensagem enviada por engano. A partir de e-mails de cancelamento de assinatura de uma revista e e-mails coletivos de ano novo, os dois começam a conversar, e cada conversa tem um tom diferente e inesperado. Emmi e Leo são duas pessoas totalmente diferentes que, por um acaso, começam a se corresponder virtualmente e acabam encontrando nas palavras algo que não estavam procurando.

Um livro favorito, digno de um lugar especial na estante, pra poder ser relido a qualquer momento. Esse é o caso de @mor. Um romance austríaco que termina de uma forma totalmente enlouquecedora, pra ficarmos loucos pela continuação. Um romance em que cada página vale a pena ser lida.

Emmi e Leo são apaixonantes, mesmo odiando-os em algumas partes. Seus e-mails são cheios de ironias, veladas e explícitas, cheios de pessoalidades nas impessoalidades que eles contam. É puro sentimento. Tudo o que eles dizem vai construindo algo entre eles, e parece construir algo dentro de nós, leitores, também. Eles passam a se conhecer por meio de coisas simples, pensamentos compartilhados e opiniões expostas. Eles se idealizam por meio das palavras e assim vão, pouco a pouco, se mostrando por meio de conversas quase descompromissadas e ataques de ciúmes e impaciência.

Esse livro me deixou louca. Me fez contemplar o relacionamento virtual de uma forma nova. Na verdade, relacionamentos de uma forma geral. O que vai acontecendo com eles é algo sutil, inesperado, mas o interesse existe desde o começo, aumentando pouco a pouco. A situação emocional dos dois é complicada, eles não parecem ter muito em comum, e isso me fez pensar em quais são exatamente as bases dos interesses pessoais. Por que duas pessoas totalmente diferentes começam a conversar virtualmente e se expõem de tantas maneiras a ponto — que ponto é esse? — de despertar um interesse? Ainda não encontrei a resposta disso, ainda não sei como funciona. Mas com Emmi e Leo parece funcionar, mesmo nas divergências e nos momentos de tensão.

Com uma narrativa por e-mails bem fluida e rápida, @mor me conquistou totalmente. Espero ansiosamente a continuação.

Livro: @mor

Autor: Daniel Glattauer

Lançamento: 2012

Editora: Suma de Letras

Links: Skoob

Classificação: 

No TweetBacks yet. (Be the first to Tweet this post)

3 Comentários em Resenha: Gut Gegen Nordwind, Daniel Glattauer

  1. Eu já li esse livro e adorei….não tinha lido nenhum livro nesse formato de e-mails antes desse e fiquei bem surpresa…. a leitura flui rápido e os personagens são super inteligentes e com tiradas bem-humoradas…. enfim, foi a minha primeira experiencia com esse tipo de narrativa e posso dizer que não vejo a hora da continuação deste pois o final é de enlouquecer…..

    [Responder]

  2. CHOCADA porque vai ter continuação e eu nem sabia! O.O
    Eu estava com vontade de ler o livro, mas nada que me fizesse sair correndo por ele, sabe? Fiquei mais animada…
    Esse negócio de mandar e-mail para a pessoa errada é muito engraçado, porque se a pessoa responde, o negócio pode ficar super engraçado! Uma vez mandei um e-mail para uma amiga, mas na verdade foi para outra pessoa, que me respondeu tudo em espanhol, dizendo que ia chegar no aeroporto sei lá que horas, perguntando como estava o meu irmão e combinando da gente ir em um bar! HAHAHAHAHAHAHAHA
    Ainda guardo o e-mail, porque se eu conto, geralmente as pessoas não acreditam!

    Adorei a resenha!

    Beeijo!

    [Responder]

  3. Eu gostei do livro, só que… Não sei explicar. Ele é bonito, os personagens são interessantes, mas sabe quando o negócio não nos toca? É muito pessoal. Queria ter amado como todo mundo. E não gostei de ter continuação, acho que seria melhor se terminasse por aí mesmo. A continuação tem potencial pra estragar tudo de várias formas.
    Cíntia Mara recently posted..Sorteio “O melhor de 2012”

    [Responder]

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


CommentLuv badge