Resenha: The Immortal Rules, Julie Kagawa

Allison Sekemoto luta pela sua sobrevivência todos os dias no Fringe. Ela vive numa cidade onde os Vampiros fazem as regras, e a primeira regra deles é que os humanos são como gado: registrados, de vez em quando são utilizados como comida. Allison não suporta vampiros, não suporta ser usada por eles e tenta sobreviver sendo uma humana não registrada, fugindo e roubando todos os dias. Numa noite em que ela e seus companheiros (ou o mais próximo disso) saem em busca de comida, eles são atacados pelos brutais Rabids – seres que foram atacados por vampiros e pegaram uma doença (algo como a raiva) – e, à beira da morte, Allison precisa decidir se quer morrer ou virar aquilo que mais odeia.

Eis um pouco do começo dessa nova série da Julie Kagawa, ótima autora da série The Iron Fey. Juntando vampiros e distopia, Julie conseguiu fazer uma história repleta de ação, medo e crescimento, e um pouco de ingenuidade e amor. A história é estruturada pela visão da Allison, que é uma garota lutadora e leal. É bem interessante vê-la perceber as antigas coisas do mundo, já que o mundo dela é permeado pela praga de vampiros e rabids, e tentar entender como era o mundo antes desse que ela vive.

O ponto mais positivo desse livro pra mim é a dúvida constante da Allison sobre o que ela é. Ela sempre pensou nos vampiros como monstros sanguessugas, mas e sendo um deles, ela é um monstro? Ela é o que ela é ou ela é o que ela faz de si? Além de todas as partes de ação e adrenalina alta do livro (que creia, são muitas!), o crescimento da Allison também é algo que vai se construindo com o passar da história. Ela é uma personagem muito cativante, muito forte, muito leal, muito determinada. Aliás, todos os personagens são muito cativantes, muito bem construídos. Todos eles me surpreenderam, de uma forma ou de outra.

Além da construção dos personagens, eu gostei bastante do mundo distópico e das regras dos vampiros. É uma mistura das coisas de sempre com detalhes novos que eu achei bem colocada. A parte da distopia é algo realmente catastrófico e eu achei muito boas as descrições dos locais, sempre bem intrincadas com a situação da personagem e seu ponto de vista. Não é daquelas personagens que vêem todos os detalhes e nem é daquelas que não vêem nada. Muitas questões foram deixadas pro segundo livro, mas mesmo assim a história desse tem um fechamento.

A capa desse livro é feia na minha opinião, apesar de ter relação com a história (apesar da Allison ter 17 anos e ser asiática). Mas é bem legal imaginar teorias para o que pode acontecer nos próximos livros só pensando no título da série! Eu recebi o ARC desse livro pelo NetGalley, um e-book, e o lançamento dele ocorre hoje (!) nos EUA. Happy book birthday! \o/ Não sei se a Underworld tem os direitos de mais essa série da Julie, ou só de The Iron Fey.

Livro: The Immortal Rules

Série: Blood of Eden #1

Autora: Julie Kagawa

Lançamento: (24) Abril/2012

Editora: Harlequin Teen

Links: Skoob | Goodreads

Classificação: 

No TweetBacks yet. (Be the first to Tweet this post)

8 Comentários em Resenha: The Immortal Rules, Julie Kagawa

  1. *O* eu adorei esse livro, sem duvida vai para a minha lista de desejos, e eu achei tão bonita a capa *—* e agora sua resenha me deixou mais com vontade de lê-lo!! tomara que a estreia aqui seja em breve! \o/
    E essa série deve dar um ótimo filme, já que os direito autorais para virar filme já foram vendidos para Palomar Pictures!

    [Responder]

  2. quero MUUUUITO esse livro, todas as blogueiras q eu vi que leram adoraram !
    fora que eu adoro vampiros e distopias, uma combinação dos dois é imperdivel!

    [Responder]

  3. Eu também não gostei muito da capa, mas o livro me interessou muito. Essa mistura de vampiros com distopia deve ter formado uma história bem interessante, que pelo jeito tem uma protagonista forte que vai ter que lidar com situações bem complicadas.
    Fico imaginando o quanto deve ser difícil tornar-se algo que você despreza. Do jeito que a Julie Kagawa escreve bem, não duvido nada que essa nova série fará muito sucesso.

    [Responder]

  4. Essa capa é muito linda, já tenho interesse de ler o livro por causa dela.
    Distopia + vampiros é um assunto que rende.
    Gosto de pensar em como a história se modifica tanto assim na distopia, a história antiga deles é o nosso presente e como nosso presente pode ser tão cruel a ponto de deixa-los em certas situações, no caso com vampiros. (sim estou muito curioso com essa distopia).

    [Responder]

  5. Esse livro coleciona elogios. Sempre que leio uma resenha sobre ele é de uma positividade que é impossível não desejá-lo. Além disso, pelo que andei lendo, também é unânime a opinião de que a escrita de Julie é cativante. Só espero que alguma editora o traga para o Brasil, já que como o meu inglês é intermediário, não sei se conseguirei ler uma distopia em inglês… -rsrs-

    Beijos!

    [Responder]

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


CommentLuv badge