Resenha: Delirium, Lauren Oliver

 

Lena Holoway mal pode esperar pra ser curada. Sua mãe morreu por causa de deliria amor nervosa, e tudo o que ela mais quer é estar livre desse perigo. Antigamente, ninguém sabia que o amor era uma doença, ninguém se dava conta que outras doenças provinham de deliria. Agora, o governo luta pela erradicação total do amor e por uma vida mais controlada e equilibrada. Lena tem certeza que a cura é a resposta para uma vida feliz… ou, pelo menos, pra uma vida normal. Mas e se houver mais do que isso?

A cura para o deliria amor nervosa não só impede as pessoas de se apaixonar; impede as pessoas de ter qualquer sentimento mais forte. Amor, dor, alegria, tristeza… Nada disso existe na controlada vida que o governo oferece. O amor é a maior fonte de medo. Apesar do pouco aprofundamento na questão do governo e da sociedade, essa questão de mover a sociedade pelo medo é bem marcante. Todos têm medo do deliria, todos (bem… quase todos) querem a cura para se manterem a salvo. É interessante ver os personagens já curados tentando demonstrar algo: eles parecem robôs. Como a narrativa é pela perspectiva da Lena, poucas são as partes que realmente mostra isso, mas pra mim foi um ponto forte do livro.

A autora conseguiu criar a personagem perfeita pra essa história. Lena sente muito, desenfreadamente. Adorei a personalidade dela, o jeito como ela se comporta, como ela se concentra e algo e, de repente, começa a se questionar infinitamente. Pra mim ela pareceu incrivelmente decidida, parecendo que ela tem um estoque de adrenalina; aí de repente esse estoque acaba e ela fica se perguntando o que aconteceu, porque ela pensou aquilo, porque ela agiu daquele jeito. Se fosse a mesma personagem em outro livro, num contexto diferente, talvez eu a achasse irritante. Mas achei muito boa a ideia de colocar uma personagem tão passional em um universo em que sentimentos fortes não são bem-vindos.

Antes de ler esse livro, pensei que seria uma história bem romântica, com um casal bem água com açúcar. A história é realmente romântica, nada tão meloso quanto eu pensava… Mas tem mais. Muito mais. Pra falar a verdade, a história é arrebatadora. Nada mais justo, aliás, quando se tem uma personagem tão sentimental quanto a Lena. Mas, além disso, a mudança que deliria amor nervosa traz no modo de pensar dela é incrível. E é uma coisa gradual, nada de uma hora pra outra. Afinal, o medo é o melhor freio.

Livro: Delírio

Série: Delirium #1

Autora: Lauren Oliver

Lançamento: 2012

Editora: Intrínseca

Links: Skoob | Goodreads

Classificação: 

No TweetBacks yet. (Be the first to Tweet this post)

11 Comentários em Resenha: Delirium, Lauren Oliver

  1. Ah, Mary…dessa vez serei obrigada a discordar. O livro é uma lenga lenga sem TAMANHO até as últimas 50 páginas. Entendo que esse seja um livro introdutório, como TODA trilogia, mas mesmo assim. Apesar da ideia ser boa, ela não foi bem trabalhada, na minha opinião, pois achei vários furos no decorrer da narrativa.

    E fiquei com um “Matched” feelings sem tamanho no começo da história! :(

    Uma pena, pq parece ser um livro que promete tanto e acabou me decepcionando.

    Beijos!
    Lygia recently posted..[Resenha] Garota Replay – Tammy Luciano

    [Responder]

    Mariana Paixão
    Twitter: marypaixao

    Lygia, que pena que você não gostou :(
    Concordo em parte com o Matched feelings. Lembra um pouco mesmo. Mas pra mim, tem uma diferença crucial: o medo.
    Beijos!

    [Responder]

  2. OIe..
    Bom dia!

    Acho essa cap linda demais!
    O rosto por trás das palavras..
    Não sei explicar…
    Mas acho mto bonita mesmo!

    Nunca tinha lido nenhuma resenha sobre ele..
    Mas fiquei curiosa pra saber um pouco mais do livro!
    Um romance meio ficção..
    Deve ser bem bom!!

    Beijaum

    [Responder]

    Mariana Paixão
    Twitter: marypaixao

    Marcela, a capa é realmente linda!
    A capa original é ainda mais bonita, porque atrás da jacket tem o rosto completo da garota!
    Lindo!

    Beijos!

    [Responder]

  3. Já tinha lido a resenha desse livro em algum outro blog e já tinha me dado vontade de ler. Com um enredo bem diferente, não tem como não querer. Um mundo sem amor? Apesar de diminuir as tristeza (pq, fala serio, amar dói), também deve diminuir os sentimentos bons. Deu muita vontade de ler esse livro.
    Beijo!

    [Responder]

    Mariana Paixão
    Twitter: marypaixao

    Também tive esse mesmo pensamento antes de ler, Livia!
    E me surpreendi ao perceber como isso engloba tantas coisas mais!
    Beijos!

    [Responder]

  4. Mary, eu acho que não estava no meu dia quando peguei Delirium para ler. E foi por isso que pedi o livro em português. Lerei novamente, numa nova época, para ver se o que eu pensei vai continuar ou se vou conseguir gostar um pouco mais do livro.
    Beijos
    Babi Lorentz recently posted..Romeo Redeemed, Stacey Jay

    [Responder]

    Mariana Paixão
    Twitter: marypaixao

    Babi, espero que você goste mais um pouco quando ler novamente!
    *aquela que gosta quando as pessoas gostam do seu livro favorito*
    XD
    Beijos!

    [Responder]

  5. Você já leu “Admirável Mundo Novo”, do Huxley? Lembra muito… Nesse livro o amor é proibido, mas lá o sistema de procriação e como isso é feito é que são mais abordados. Um futuro em que os homens não podem mostrar sentimentos, pois isso os enfraquece. Também se discute a questão do homem selvagem, e um diálogo com indígenas é o ápice! Fantástico! Imagino que a autora tenha lido , mas aí ela se foca mais no Amor, parece ser bem legal o Delírio.
    Folhas de Sonhos recently posted..Origami: marcador de livro de gatinho

    [Responder]

  6. Ah o comentário ai de cima citou o livro do qual lembrei, e realmente parece bastante, pelo menos lendo o resumo, aliás gostei de ‘Admirável Mundo Novo’, ah lembra tbm muito ‘1984’ (desse não gostei) com essa coisa de governo e tal. Se a narrativa puxar mais para o drama creio que seria um livro bom de se ler. XD
    Aliás capa linda!

    [Responder]

  7. “Delírio” está no topo da minha lista de livros desejados desde o momento em que fiquei sabendo que seria lançado no Brasil.
    A capa desse livro é realmente bonita, mas mesmo que a capa fosse feia acho que a minha vontade de lê-lo permaneceria a mesma. A sinopse me atraiu muito, principalmente por causa da ideia do amor ser visto como se fosse uma doença.
    Fico pensando como seria viver em uma sociedade desse tipo, ainda mais sendo uma pessoa muito sentimental.
    Se minha vontade de ler “Delírio” já era grande agora está ainda maior. Lendo sua resenha (da qual gostei muito!) fiquei curiosa para saber como a protagonista se comporta diante de uma sociedade como essa e como funciona essa sociedade em outros aspectos.
    O romance também é algo que me atrai muito nesse livro, por isso é bom saber que não é nada tão meloso.
    Estou ansiosa para saber o que você vai achar da edição brasileira, pois é essa edição que pretendo ler.

    [Responder]

  8. Quero muito ler esse livro. Lembro que antes mesmo do lançamento aqui no Brasil as pessoas já falavam muito dele. O título e o enredo me encantaram imensamente. Espero ler em breve, já que eu não resisto a uma boa história com um bom romance.

    Beijos!

    [Responder]

  9. Achei interessante o livro desde o resumo que li, e as resenhas me animaram bastante para ler. Comprei o livro e começarei a ler amanhã e espero gostar.

    [Responder]

  10. Gostei da resenha. Já tinha visto outras resenhas sobre esse livro, a maioria positiva. Estou bastante curiosa pra ler Delirium. Acho que comprarei esse livro na próxima ida a livraria. Espero gostar.

    [Responder]

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


CommentLuv badge