Resenha: Reckless, Cornelia Funke

No escritório abandonado do pai, Jacob Reckless encontra a passagem para um mundo incrível e fantástico: através do espelho, Jacob tem uma vida totalmente diferente da que leva com seu irmão e sua doente mãe. O que Jacob nunca pensou que iria acontecer era que Will, seu irmão mais novo, o seguiria para dentro do espelho. E seria amaldiçoado.Agora, tudo o que Jacob mais quer é salvar o irmão da maldição que brota na pele dele, fazendo-o uma pessoa diferente. Ele nunca pensou que sentiria tanto medo pelo seu irmão – e o mundo do espelho não é nada seguro.

Esse livro me surpreendeu por duas coisas: primeiro, narrativa extremamente direta. Quando eu li a sinopse pela primeira vez, pensei “nossa, a sinopse conta tanto, e o que acontece enquanto ele tenta salvar o irmão?”. Mas praticamente não há histórias secundárias (pelo menos não diretamente falando). Jacob tem a missão de salvar seu irmão e é essa a história que o livro conta. Como ele tenta salvar o irmão. A segunda coisa que me surpreendeu nesse livro está extremamente ligada a esse primeiro ponto: o “mundo através do espelho”, os elementos fantásticos do livro. Como eu disse, pouca história secundária é contada, então as coisas vão acontecendo e você vai se perguntando “ei, e como você conseguiu isso” ou “ei, e esse personagem, qual a história dele?” ou ainda “dá pra explicar o seu passado pra ficar mais claro, por favor?”. Coisas do tipo. Aí você vai conhecendo o mundo e o personagem não porque uma história é contada sobre eles, mas porque eles estão ali no livro, naquele momento. É, dá uma agonia tremenda, aquela vontade de conhecer tudo sobre todos os personagens.

Falando assim até parece que eu não gostei do livro. Nem pensem nisso! O livro é ótimo, eu adorei! Tirei uma estrela só por causa desse.. ahn, “desconforto” com o estilo da narrativa e também porque, sinceramente, não gostei do final. Um capítulo, apenas, me fez mudar “meu” final (totalmente fantasioso, diga-se de passagem), e como a autora não pensou o mesmo que eu (algo como “KYA!”), fiz um final diferente na minha cabeça.

Voltando pro aspecto da narrativa, a questão é que, pelo o que eu percebi na leitura, o mundo que a Cornelia criou é todo baseado em contos de fadas. Mais sombrio, mais perigoso, mais complicado, mas ainda assim baseado nos velhos contos de fadas. Os capítulos são bem curtos e trazem várias perspectivas diferentes, de vários personagens. Mesmo sentindo falta de algumas informações, eu acabei preenchendo as lacunas do meu próprio jeito e acabei gostando do resultado final: uma leitura com toques de histórias conhecidas, mas com suas próprias regras e seus próprios perigos.

Esse foi o meu primeiro livro de parceria com a Cia das Letras e, devo dizer, que qualidade! Revisão muito boa, diagramação muito boa, projeto gráfico muito lindo! A capa é totalmente diferente da edição original e ficou muito linda e condizente com a história! Além da história incrível, um trabalho editorial superótimo! Recomendadíssimo!

Livro: A Maldição da Pedra

Série: Reckless #1

Autora: Cornelia Funke

Lançamento: 2012

Editora: Companhia das Letras

Links:Skoob

Compre: Cultura | Saraiva | Submarino

Classificação: 

No TweetBacks yet. (Be the first to Tweet this post)

4 Comentários em Resenha: Reckless, Cornelia Funke

  1. “Mas praticamente não há histórias secundárias (pelo menos não diretamente falando). Jacob tem a missão de salvar seu irmão e é essa a história que o livro conta.” – Dá pra usar isso em O Rei de Ferro tbm ^_^ hahaha
    SUPER faço finais diferentes na minha cabeça tbm! hahahaha
    E quando bem feito, eu AMO histórias que fazem ligações e remetem aos contos de fadas.
    Acho que tá mais do que na hora de eu ler algo da Cornelia.

    [Responder]

  2. Oie…

    Vi esse livro na livraria fds e a primeira coisa q eu pensei foi: QUE CAPA!
    Sério, livros me conquistam facilmente pela capa!

    Não sou mto fã de histórias fantasiosas e coisa e tal..
    Mas arriscaria a leitura desse livro!

    Qto ao final…
    Prefiro q sejam diferente do que eu imaginei!
    Não gosto daquela coisa super previsível, o mais do mesmo!

    Beijaum

    [Responder]

  3. Sempre que posso leio algo infanto-juvenil, é tão bom viajar com a história!
    Espero poder ler em breve A Maldição da Pedra, porque me parece ser um livro bem interessante, apesar de em alguns momentos eu ter notado algumas semelhanças com o livro O Sobrinho do Mago (As Crônicas de Nárnia) de Lewis…

    [Responder]

    Mariana Paixão
    Twitter: marypaixao

    Eu nunca li Nárnia, então não posso dizer se realmente há semelhanças, mas pelo o que eu já ouvi falar Nárnia também tem um toque meio conto de fadas, né? Eu me surpreendi com esse livro!

    [Responder]

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


CommentLuv badge