Resenha: A Visit from the Goon Squad, Jennifer Egan

É difícil falar de um livro como esse. É complicado falar sobre uma vida complicada, e nesse livro há várias delas. Pensando bem, nesse livro há várias vidas, do jeito normal que elas são: cheia de trejeitos, sobressaltos, encontros, desencontros. Bennie Salazar é um executivo musical. Sasha é sua assistente. Bennie foi quem levou os Conducts, ex-banda de Bosco, para o sucesso. E agora, Bosco quer fazer sua última turnê, mesmo – na verdade, por causa dela – com a sua atual condição de saúde. Se aproveitando do antigo sucesso de Bosco e de sua última loucura, Julie Jones quer reaver sua carreira de jornalista. E todas essas vidas se conectam, de uma forma ou de outra.

A coisa que mais me impressionou nesse livro foi a mudança do tempo. Cada capítulo é narrado por um personagem e não é por ordem cronológica. No começo é um pouco estranho, em um capítulo o narrador é alguém com um certo jeito de falar e em um certo espaço de tempo, e no outro o narrador e o tempo são totalmente diferentes. Mas isso também é muito interessante. Ver as coisas que aconteceram no passado repercutir no futuro, entender melhor as ações e interações dos personagens por causa do que aconteceu com eles no passado. Com essa mudança temporal e de narradores também tem, logicamente, a mudança na forma da narrativa, e é muito interessante ver essas mudanças, sejam as mais sutis ou as mais diferenciadas.

Acho que foi por causa dessas narrativas diferentes e cheias de estilo próprio que o livro foi tão aclamado e premiado com o Pulitzer. Se a narrativa fosse mais básica, talvez as histórias tão diferenciadas e complicadas dos personagens não impressionasse tanto. Mas elas impressionam, e por causa dessa mistura de passado, presente e futuro a história parece um… tipo caracol, um círculo que vai se fechando cada vez mais, mas que não fecha realmente (e não é assim a vida, né?).

Pra mim, é complicado falar dos personagens desse livro por eles serem tão diferentes e serem tão reais. Defeitos, sonhos, desejos, loucuras… todos eles têm isso tudo, e cada característica dessa os fazem únicos. Seria spoiler falar deles mais detalhadamente. É bom ir descobrindo como cada um deles é pra aproveitar melhor a história. Vale muito a pena. É bom ler uma ficção tão real assim pra refletirmos sobre nossas próprias vidas, sem a obrigação de ter que tomar alguma decisão naquele exato momento.

Livro: A visita cruel do tempo

Autora: Jennifer Egan

Lançamento: 2012

Editora: Intrínseca

Links: Skoob

Compre: Cultura (ebook) | Saraiva | Submarino

Classificação:  

No TweetBacks yet. (Be the first to Tweet this post)

4 Comentários em Resenha: A Visit from the Goon Squad, Jennifer Egan

  1. Estou com o livro aqui e pretendo lê-lo antes da autora vir para a FLIP! Pra ser sincera, só comprei pelo prêmio e pq ela viria para o Festival esse ano, hahaha…mas não deixo de estar curiosíssima pela narrativa.

    Beijos

    [Responder]

  2. Oie…

    Uma confissão: tenho muito medo dessa capa!
    Se fosse pela capa, nunca compraria esse livro!

    É a primeira resenha que leio sobre ele…
    E fiquei muito curiosa!
    O que mais me chamou a atenção foi essa narrativa “bizarra”!
    Foi pra minha “wishlist”!

    Beijaum

    [Responder]

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


CommentLuv badge