Resenha: Midnight Awakening, Lara Adrian

Nesse terceiro livro da série Midnight Breed, acompanhamos a nova rotina de Elise Chase, uma aristocrata da sociedade vampiresca que vive nas sombras em busca de vingança pela morte do seu único filho. Elise utiliza seus poderes mentais para buscar e matar Subordinados. O que seria penoso apenas pelo simples fato da vingança é ainda pior para Elise porque seus poderes a devastam, e ela enfraquece cada dia mais sem sangue. É nesse estado de devastação que, um dia, Tegan a encontra a encontra e a salva de seus inimigos. E é a partir desse momento que os dois, apesar de todo o sofrimento que eles já passaram, começam a se encontrar.

Confesso que, dos três livros já lançados aqui no Brasil dessa série, esse foi o que eu menos gostei – mesmo gostando bastante. O motivo é simplesmente a angústia: os dois personagens já sofreram demais, e continuam sofrendo, buscando por vingança. Ou seja, o fator que eu não gostei é atrelado a um dos pontos fortes do livro: a narrativa da Lara Adrian é forte e angustiante e tensa. Sem nunca perder o tom sensual da série. Mas também sem nunca desmerecer o sofrimentos dos personagens.

É bem interessante ver o papel feminino nessa série. As personagens são sempre fortes, decididas, donas de si. A história da Elise em particular é incrível: o marido dela morrera há algum tempo, e ela ainda estava de luto quando seu filho se tornou um Subordinado por causa do carmesim. Ela o viu ser morto pelo seu cunhado, e agora a única coisa que a mantém de pé – e, ao mesmo tempo, a destroi – é a busca por vingança.

Os momentos de Tegan e Elise são tensos e singelos ao mesmo tempo. Eles começam a trabalhar juntos pela Raça, mas não conseguem mentir a atração que sentem um pelo outro. A autora soube trabalhar esses momentos de casal muito bem, tanto nos momentos mais românticos quanto nos momentos de trabalho. A Elise é uma personagem e tanto, em todos esses momentos.

Livro: O Despertar da Meia-Noite

Série: Midnight Breed #3 | #2 | #1

Autora: Lara Adrian

Lançamento: 2011

Editora: Universo dos Livros

Links: Skoob

Compre: Cultura | Saraiva | Submarino

Classificação: 

No TweetBacks yet. (Be the first to Tweet this post)

5 Comentários em Resenha: Midnight Awakening, Lara Adrian

  1. Oi Mariana!
    Confesso que mesmo tendo o primeiro livro da série, não me animo muito pra ler a narrativa da Lara.
    Até dei uma espiada nas suas resenhas dos anteriores, mas vou acabar postergando a leitura ao máximo! xD

    Beijos!

    [Responder]

  2. Tenho curiosidade pra ler essa série, mas ela não tenho urgência, sabe? =) Fico mais ansiosa pela Irmandade, por exemplo! \o/
    Gosto desses livros que as personagens femininas são fortes porque, além do livro sempre ficar mais interessante, dá uma vontade enorme de ser assim, de se arriscar mais, de fazer valer tudo aquilo que queremos! Não sou nenhuma mosca morta (hahahaha), mas bate aquela insegurança, né? =/

    Adorei a resenha!
    Beeijo! ;3

    [Responder]

  3. Não tenho muita vontade de ler a série Midnight Breed, por mais que os livros pareçam ser bons. Não sei bem qual é o motivo, mas não tenho interesse nesses livros.
    Entendo que você tenha gostado menos desse livro por causa do sofrimento das personagens. Para mim é meio difícil ler um livro onde as personagens sofrem muito, pois em alguns momentos fico imaginando como seria se eu estivesse passando por todos os dramas e enfrentando tantos problemas (viajo bastante, né? :P).
    Outro tema que costuma ser bem complicado é essa busca por vingança, pois a vingança costuma fazer ainda mais mal para quem a pratica.
    O interessante nesse livro é que a protagonista seja uma mulher forte, que mesmo depois de ter passado por tantos momentos ruins consegue seguir em frente. Acho que vou gostar dela se eu chegar a ler esse livro.
    Parabéns pela resenha! Gostei muito! :)

    [Responder]

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


CommentLuv badge