Resenha: One Day

Emma e Dexter se conheceram em julho de 1988. Mais exatamente no dia 15 de julho de 1988. A partir dessa data, pelos próximos vinte anos, a história dos encontros e desencontros deles será contada, sempre uma vez por ano, sempre no mesmo dia em que eles se conheceram.

Eu adoro livros de romance. Romance romântico mesmo, a relação crescente de um casal. Então assim que ouvi falar sobre esse livro, super quis lê-lo. E, como eu imaginei, adorei muito. A história de Emma e Dex começa no primeiro contato deles, na noite de formatura. E ver como essa relação deles progride (ou regride, em certo ponto de vista) é incrível. É incrível ver como eles relacionam e lembram um do outro com cenas típicas do cotidiano, ou como sentem falta dos momentos, ou como de repente tudo dá uma guinada pro lado errado e eles se estranham… E como a narração é de ano em ano, cada momento traz aquela dúvida ‘como será que eles estão agora?’. E aí você se alegra, chora, fica com raiva, sente pena, fica se perguntando como eles conseguem distorcer tanto o sentimento do outro, perdoa, odeia, ama, ri, tem esperança, chora, chora de raiva… enfim, sente os personagens, sempre.

Esse livro só não foi para os meus favoritos porque… provavelmente porque a história é muito real. Em e Dex têm seus momentos fofos, às vezes até apaixonados, mas a vida é dura com eles, como normalmente ela é. Várias vezes não é fácil imaginar o que eles passam em suas vidas, os desencontros que acontecem, todas as reviravoltas que o mundo dá. Mas mesmo assim é um livro que eu recomendo bastante, mesmo não sendo ‘tudo azul’.

Aqui no Brasil foi lançado pela Intrínseca (como Um Dia) e o filme também vai ser lançado em breve por aqui – com a linda da Anne Hathaway – estou ansiosíssima! Na época do lançamento houve vários eventos em todo o país – menos aqui em Recife *chora* – com direito a bottons, marcadores e camisa, tudo muito lindo! Consegui marcador e botton com as lindas Guta e Bianca, mas morri pela camisa, queria muito ;~!

Livro: One Day (Um Dia)

Autor: David Nicholls

Lançamento: 2009 (UK) | 2011 (Brasil)

Editora: Hodder & Stoughton (UK) | Intrínseca (Brasil)

Links: Skoob | Goodreads

No TweetBacks yet. (Be the first to Tweet this post)

9 Comentários em Resenha: One Day

  1. Gostei muito de Um Dia.
    Você disse tudo: “provavelmente porque a história é muito real. Em e Dex têm seus momentos fofos, às vezes até apaixonados, mas a vida é dura com eles, como normalmente ela é.”

    Beijos

    [Responder]

  2. Desde que eu vi a capa me interessei, mas depois de ver o filme me fez ver que talvez não seja exatamente o que eu imaginava e eu não me interessei tanto assim (pelo menos com o filme, a capa nova parece mais de acordo). Não é o tipo de história que eu gosto de passar muito tempo, mas o filme foi ótimo, daqueles que causam um monte de sentimentos estranhos. Fazia tempo que eu não assistia algo assim. ‘-‘
    e no filme ainda tem o Jim Sturgess, de Quebrando a Banca e Across The Universe.

    e eu nem fazia ideia de que teve evento com tudo isso oO se eu soubesse teria ido…
    Dana recently posted..Médicos encontram dificuldade ao tentar tratar Zumbis

    [Responder]

  3. O que mais curti nesse livro é o fato da história ser muito real. É uma história que vemos e ouvimos todos os dias e a forma de escrita de David faz com que ela seja única pelo de começarmos a olhá-la de forma bem diferente.

    A versão em inglês é extremamente interessante.

    [Responder]

  4. Desde que esse livro foi lançado no Brasil eu fiquei ansiosa para lê-lo, pois, assim como você, adoro romance.
    Terminei de ler o livro esses dias e gostei bastante da história, embora seja real demais e seja difícil acompanhar todas as situações difíceis pelas quais Em e Dex tem que passar ao longo da vida.
    A amizade entre eles e o amor que um sente pelo outro é algo lindo de se acompanhar, chorei várias vezes durante a leitura (o que não é muito habitual para mi) pois me emocionei muito com a história de vida dos dois e muitas vezes me imaginei vivendo o que eles estavam vivendo, como se realmente sentisse as personagens.
    O livro é tão real que é possível imaginar qualquer pessoa passando por situações parecidas, afinal, assim como a vida de Dex e de Em, a vida de todos nós é cheia de altos e baixos, encontros e desencontros.
    Esse livro tornou-se um dos meus favoritos e estou ansiosa para ver o filme, embora não queira chorar tudo de novo, como provavelmente vai acontecer.

    [Responder]

  5. Eu já li esse livro e simplesmente adorei! A história é maravilhosa, tudo é muito real mesmo como disse a Mary.Para quem ainda não leu não sabe o que está perdendo!
    A minha ansiedade agora é em relação ao filme que tomara faça justiça ao livro.

    [Responder]

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


CommentLuv badge