Resenha: Bianca come il latte, rossa come il sangue – Alessandro D’Avenia

Leo é um adolescente normal de 16 anos. Seu Ipod, sua bicicleta sem freios, sua guitarra, seus cabelos bagunçados e sua garota especial o fazem como qualquer adolescente. A vida dele começa a mudar quando o professor de filosofia é substituído por outro que parece ter algo especial, sempre falando de sonhos e de como devemos buscá-los. O sonho de Leo é sua garota especial, com seus cabelos vermelhos, que representam pra ele toda a força da vida que o vermelho, como o sangue, sempre traz. Ela e todas as outras coisas que ele ama o liberta da opressão que o branco e todo seu vazio traz. Mas o branco parece ser mais forte, e está levando sua garota para longe, na forma de uma doença cruel e silenciosa.

Terrivelmente difícil fazer essa resenha. Não consigo passar metade da singeleza, da força e do quanto esse livro é incrível. Esse livro poderia ser mais um livro falando sobre problemas e complicações normais de adolescentes normais, mas usando uma narrativa belíssima e uma forte história de superação, Alessandro D’Avenia escreveu um livro que me fisgou completamente.

Leo é o narrador da história e nos conta sobre sua vida, seus amores, seus amigos, seus medos e sua forma de ver a vida. O novo professor de filosofia lhe abre os olhos de um jeito que ele não esperava, e tudo começa a mudar, a partir do momento em que ele começa a pensar em se declarar para o seu sonho. Mas tudo muda com a descoberta da doença dela, e Leo fica sem saber o que fazer. O modo como ele encara todos os aspectos da vida dele e toda a situação delicada dessa doença é um espetáculo na narrativa do autor, trazendo uma beleza indescritível a palavras de alguém que ainda está tentando entender todas as peças de tudo.

Esse livro foi direto pra minha lista de favoritos; um dos melhores livros que li esse ano! E pensar que a capa e o título não tinham me chamado muita atenção…! Quase que passava direto por ele, ainda bem que pensei duas vezes! A capa super combina com o clima do livro, e o título não podia ser melhor! A diagramação da Bertrand tá linda, as entradas dos capítulos bem simples mas muito bonitas, espaçamentos ótimos e revisão muito boa! Um ótimo trabalho para um ótimo livro! Super-recomendo!

Como eu não disse praticamente nada sobre o livro, passem aqui hoje à noite (quarta) pra ver o Quoting Hop desse livro, ok? MUITOS quotes maravilhosos, pra vocês sentirem a delicadeza da história e da narrativa! *_* Espero que gostem!

Livro: Branca como o leite, vermelha como o sangue

Autor: Alessandro D’Avenia

Lançamento: 2011

Editora: Bertrand Brasil

Links:Skoob

Compre:Cultura | Saraiva

No TweetBacks yet. (Be the first to Tweet this post)

4 Comentários em Resenha: Bianca come il latte, rossa come il sangue – Alessandro D’Avenia

  1. AI, MEU DEUS!
    PARA TUDO!
    Chora, respira, chora mais um pouco e volta para escrever.
    Sabe por que meu nome é Bianca?
    Por causa da Branca de Neve e essa citação “Bianca come il latte, rossa come il sangue.”
    Eu não sabia que o título original era esse, mas já tinha amado em português e o livro está entre os meus desejados.
    Agora quero pra ontem.
    Já imaginava que era tocante e emocionante. Sua resenha me deixou maluca para colocar as mãos nele. *_*
    Bianca Briones recently posted..Tony & Susan – Austin Wright

    [Responder]

  2. Acho a capa desse livro simplesmente sensacional…
    Sério, linda demais!
    E pelos vistos a história também não fica muito longe!
    Tive um surto consumista outro dia e comprei mil livros pra ler…
    Ma assim que colocar a leitura em dia corro pra livraria comprar esse livro!!

    Beijaum

    [Responder]

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


CommentLuv badge