Resenha: Goddess of the Sea

Christine Canady é uma sargento da força aérea. O avião que a leva para sua próxima missão sofre um acidente e cai na água, e quando tudo parece perdido, ela vê seu destino mudar completamente. Ao acordar numa estranha praia, ela se vê no corpo de uma sereia, a sereia Ondina, filha do deus das águas com a deusa da terra. O perigo vem em forma de um tritão que a quer para si de qualquer maneira, e com a ajuda de Gaia, sua mãe e deusa da terra, ela consegue se ver livre desse perigo ao se tornar humana, com o objetivo de encontrar seu amor verdadeiro. Mas na terra também há problemas, pois ela está numa terra longe, estranha e bem diferente do que ela está acostumada, e ela precisa se proteger e lutar contra a força que a puxa para o mar.

Confesso que não sei porque eu li esse livro tão rápido (assim, comprei e já fui lendo). Não sou fã da P.C. Cast, só consegui ler (com muito custo) os dois primeiros livros da série House of Night, acho que ela força demais a barra com os pensamentos feministas dela. Mas enfim, gostei da capa, o tema de sereias eu acho muito legal. Mas como eu não gosto do estilo da autora, o livro não funcionou muito pra mim.

Acho que a história seria muito boa se o tom feminista da Cast (ou seja, o estilo dela inteiro) não existisse. Entenda, a Christine troca de corpo com a Ondina porque no dia anterior à viagem ela fez um ritual de invocação à deusa, a deusa Gaia ouviu e a ajudou na hora do acidente. E 90% do que a Christine fala e pensa é sempre direcionado a algo tipo “posso tudo porque sou mulher e a deusa vai me ajudar”…. Lógico que ela não fala exatamente isso, mas pra mim é tão forçado que fica parecendo assim, e a história não funciona.

O que é bem ruim, porque a história tem potencial. Imagina uma mulher da nossa época indo parar numa época diferente, com costumes e ideologias diferentes? Essa parte é até interessante, porque aí sim uma dose de feminismo tem que ser usada, por sobrevivência mesmo. Mas a P.C Cast não dosa a mão e fica pedante. As partes onde Gaia aparece também são um pouco interessantes, pois mostra um pouco da mitologia em que foi baseada, mas mesmo assim não foi muito explorada e o tom feminista aumenta em 300% com ela.

Dei três estrelas no skoob, tentando relevar o tom pedante do livro (não consegui, lógico, se não ia relevar o livro inteiro). Esse livro faz parte de uma série de histórias que não se comunicam entre si, mas que cada livro fala sobre uma deusa e seu poder de… “inserção” no mundo atual (ou algo assim). De acordo com o goodreads a série (The Goddess Summoning) já tem 8 livros! Não sei se a Novo Século irá lançar todos, mas não me arriscarei a comprar.

Livro: Deusa do Mar

Série: Goddess #1

Autora: P.C. Cast

Lançamento: 2011

Editora: Novo Século

Links: Skoob

Compre: Cultura | Saraiva | Submarino

No TweetBacks yet. (Be the first to Tweet this post)

20 Comentários em Resenha: Goddess of the Sea

  1. Nossa, resenha sincera…
    Só li o primeiro da HoN e não fiz questão de comprar, para mim terminou de forma meio boba… Eu até leria o segundo livro, se alguém me desse de presente ou econtrasse uma promo louca daquela que bookholic nenhum rejeita, mas né…
    Vou procurar mais alguns livros dela, pode se que me agrade…
    Lari recently posted..Just Listen – Resenha

    [Responder]

  2. Eu já tinha lido uma resenha desse livro, falando sobre a série de acontecimentos WTF que a P.C. usa.
    Aí vem vc e ainda adiciona esse fator “Sou mulher, sou linda, sou absoluta, eu sou Stefhany”.
    E eu nem costumo ter preconceito literário, pq acho que isso não acrescenta nada, tudo é válido, dependendo de como for apresentado, mas tenho minha dose de preconceito toda direcionada pra HON.
    Junta tudo isso e o resultado é: Não vou ler isso.
    HAHAHAHAHHA
    Se um dia surgir um livro bom, mas realmente bom da P.C., eu até me arrisco, mas enquanto só saem coisas assim, eu me abstenho, com prazer.

    Ah, e só uma coisa: Mary, tô lendo quase todos os posts que chegam pelo feed. Só que a preguiça de vir aqui comentar comanda. hahaha
    Vou criar coragem pra cancelar e voltar a comentar aqui como antes, ok?
    Beijão, Mary!

    [Responder]

  3. Não gosto muito dos livros da PC Cast. Depois de HoN, fiquei traumatizada.

    O negócio não é a questão dela ser muito feminista, porque eu sou feminista e não vejo problemas nisso, o negócio é que ela não sabe desenvolver uma história a ponto de torná-la mais interessante a cada volume. Pra mim, HoN devia ter acabado lá pelo 7° livro (talvez eu até tivesse continuado lendo). E pelo que fiquei sabendo, essa série dela vai ter tantos livros quanto HoN.

    O problema não é a quantidade de livros, mas é se o autor sabe ou não deixar a história legal. E PC Cast não conseguiu essa proeza — ainda.

    [Responder]

  4. Eu até tava com uma curiosidadezinha sobre esse livro, ainda bem que eu li essa resenha antes de comprar o livro, pq perdi a vontade de ler … rss

    [Responder]

  5. ola!!
    É, não é a primeira vez que escuto que esta autora não desenvolve bem a narrativa, apesar da história ser bem bolada e riquissima para ser muito bem explorada. A começar pela capa eu prefiro a americana, não deveriam ter mudado, não ficou lá estas coisas a daqui, mas enfim não esta um horror!!rsrsrs E pela sua resenha vai demorar para eu comprar este livro e me interessar p/ler, pq ela parece ser do mesmo estilo da L.J.Smith ter uma boa história, porém mal explorada e a narrativa que deixa a desejar.
    Bjos!!!
    http://palavrasproliferas.blogspot.com
    Danielly Wanessa recently posted..Resenha- Desastre

    [Responder]

  6. Depois da sua resenha, aí sim eu não vou comprar! Já estava meio em dúvida porque eu gosto mais ou menos de HoN, apesar de ter até o sexto, só continuo lendo porque não gosto de deixar séries de lado :), porque… bem, os personagens se perderam um pouco, na minha opinião.
    E esse tom feminista, quando força a barra, fica um saco! Se até mesmo você, nós, que somos mulheres, achamos isso, imagina um garoto lendo? Não passa da página 50 ~.~ Uma pena que o livro não é tão bom, tinha um tema tão legal… :/
    Bjs ;*
    Isa Pina ~ Portal dos livros

    [Responder]

  7. Vou recomendar pra minha irmã que é fã de House of Night :) Achei a capa super bonita, mas não tinha ouvido falar ainda desse livro!

    Mari, tu chegou a sortear os marcadores do vídeo da semana passada? Procurei o resultado, mas não achei :/

    Bjos

    [Responder]

  8. Ei, Mary!
    Então… Eu leio e gosto bastante da série House of Night. Nunca tinha parado pra reparar nesse tom feminista da P.C. Cast, mas agora que você falou… Realmente. Consigo me lembrar dos livros (ainda mais que acabei de ler Queimada hoje) e enxergar todo esse feminismo dela.
    Mas, mesmo assim, consigo ler a série sem problemas. Acho que não é algo que me incomode. Eu tenho mais raiva de quando ela tenta explicar demais as coisas. ê ódio!
    Beijão

    [Responder]

  9. Pela sinopse e pela resenha eu não leria, principalmente tendo tanto livro bom por ai (lista aumentando a cada dia). Eu preciso de um tempo pra ler os meus amados livros de Meg Cabot

    [Responder]

  10. Eu não consigo com a escrita das Cast. E olha que até curti o primeiro House of Night justamente porque era despreocupado, o negócio foi me irritar lá pelo terceiro ao ponto de eu não conseguir mais ler algo que uma delas escreve. Por isso nem arrisquei com esse livro…

    [Responder]

  11. Já não tinha me interessado por esse livro antes, agora que li sua resenha tenho certeza que não vou mesmo comprar.
    Também não gosto muito do tipo de escrita da P. C. Cast, gostava de House of Night no começo, tenho os seis primeiros livros, mas só li os três primeiros, concordo com o que você escreveu, esse pensamento “posso tudo porque sou mulher e a deusa vai me ajudar” também me irrita muito. Acho que o que menos gosto em House of Night é todo aquele papo de Deusa e a Zoey, gostava dela no começo, mas essa personagem me irritou de tal maneira no terceiro livro da série que me desanimou a ler o restante.
    Por todos esses motivos, não pretendo comprar esse livro, pois se for para ler algum livro dessa autora vou tentar ler os que eu já tenho (e mesmo isso eu acho que vai demorar para acontecer).

    [Responder]

  12. haha, a Série HON tbm não foi pra mim.. achei mto viagem, e desisti depois do primeiro livto, Marcada. E isso realmente é algo raro acontecer, eu deixar de ler uma série logo no primeiro livro!! Essa eu não vou nem tentar kkkkk.. vou passar longe!
    Beijinho :*

    [Responder]

  13. Sinceramente quando eu soube do lançamento desse livro aqui até me interessei mas fiquei com um pé atrás por causa da série House Of Night. Acho que eu li a série até o vol. 7 e depois desisti sabe? Zoey pega todos na série UAHEUAHEUAH.
    Tem um plot bem legal esse livro, que pena que a autora não soube aproveitar bem ;\

    =*

    [Responder]

  14. É tão ruim ler uma resenha negativa =/
    Nunca li nada da p.C mas esse negócio de feminismo exagerado não me agradou nada!
    Uma pena! Pois a história parecia mesmo ter uma grande potencial se bem explorada e escrita! Ótima resenha 😀

    [Responder]

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


CommentLuv badge