Resenha: Being Nikki

Sendo Nikki é o segundo livro da trilogia sobre Emerson Watts, uma garota que tinha uma vida normal até que ela vira a supermodelo Nikki Howard. Em precisa agora ser a Nikki e deixar toda a sua antiga vida de lado, já que só sua família sabe a verdade sobre o que realmente aconteceu com ela e Nikki. Mas e a família da Nikki? E as outras pessoas que antes faziam parte da vida de Em, como Christopher, mas que não sabem que ela ainda está viva, mesmo sendo outra pessoa por fora? E as outras pessoas que faziam parte da vida de Nikki, que agora Em tem que lidar, mesmo não sabendo bem quem elas são?

Se vocês leram a minha resenha do primeiro livro, Cabeça de Vento, já saberão que eu recomendo muitíssimo essa série. Meg Cabot, como sempre, consegue juntar várias coisas em um só livro, sem perder o foco e sem deslizar em algum aspecto. Nessa série, ela junta romance, um pouco de humor, ficção científica, mistério e uma garota nerd no corpo de uma supermodelo. Enquanto que no primeiro livro a Em tentava se acostumar com o corpo da Nikki, agora ela precisa aprender a lidar com as pessoas ao redor da Nikki.

Eu gostei ainda mais desse livro, por causa das reviravoltas que acontecem e dos novos personagens. É bem interessante como a Meg encaixa o jeito e o gostos nerds da Em na supermodelo bem fútil que a Nikki é, e como a Em oscila entre as duas personalidades. O final desse livro é algo de tirar o fôlego, de querer comprar o mais rápido possível o terceiro livro da série pra devorá-lo querendo saber como tudo vai terminar! Tomara que a Galera Record lance bem rápido!

Livro: Sendo Nikki

Série: Cabeça de Vento #2

Autora: Meg Caobt

Lançamento: 2011

Editora: Galera Record

Links: Resenha de Cabeça de Vento (#1) | Skoob

Compre: Cultura | Saraiva | Submarino

Paixão por Mangás #12

The voices of a distant star – Hoshi no Koe é um mangá situado num futuro distante, onde pessoas são mandadas em missões intergaláticas. Nagamine foi mandada pra uma missão em Marte e outros planetas e todo o contato que ela tem com a Terra é por meio de sms mandadas pra seu melhor amigo, Noboru. E com a distância cada vez maior entre eles, as mensagens demorar meses e até anos pra chegarem.

O mangá foi feito com base no filme de mesmo nome, do roteirista Makoto Shinkai. A arte foi feita pela Mizu Sahara e é muito bonito! Ainda não vi o filme, mas acho que ele é mais emocionante que o mangá. Não que este não seja; acho que as imagens e o pouco texto passam bastante da melancolia dos dois personagens, mas tenho a impressão que as passagens de tempo são melhores exploradas no filme.

O mangá começa do mesmo modo que o filme, mas o final vai um pouco além. O ano é 2046 e Nagamine está em Marte, treinando com tracers, robôs gigantes humanoides. Ela se comunica com seu amigo Noboru, que está na Terra, por meio de mensagens de celular. Mas as mensagens demoram muito pra chegar, por causa da distância e porque as mensagens pessoas têm menos prioridade que mensagens oficiais. Durante a história, vemos alguns fatos do passado dos dois, mostrando um pouco como era a relação deles, e também vemos como os dois lidam com a distância e com o fato de poderem se falar tão pouco, diante do intervalo entre as mensagens – a Nagamine vai, depois, pra um lugar ainda mais longe que Marte, onde as mensagens demoram oito anos (!) pra chegar.

Eu adorei muito. É um volume único, ou seja, tem o lado bom de não ter que ficar esperando meses e meses pra terminar a série, mas também tem o lado de ruim, de acabar muito rápido e você querer saber mais da história. Eu queria bastante que fosse maior, que tivesse mais detalhes, apesar que a história se mantém com esse único volume mesmo. Eu acho que vale a pena por causa da sensibilidade. Não tem ação, não tem nem tanto texto como normalmente, mas durante toda a leitura dá pra sentir a melancolia dos personagens, o peso da separação.

Mangá: The voices of a distant star – Hoshi no Koe

Volumes: 1

Autor: Makoto Shinkai // Mizu Sahara

Editora: Panini

Preço: R$ 10.90

Links: Ler on-line em inglês | Skoob

Compre: Comix | Banca 2000 | Liga HQ

 

Resenha: Insatiable

Meena Harper é roteirista da novela Insaciável, que apesar de já estar no ar há bastante tempo, anda perdendo audiência por causa da novela concorrente, Luxúria. Tudo porque Luxúria está usando no enredo a nova moda: vampiros. Mas parece que Meena é a única que não acha essa moda vampiresca uma idiotice, pois agora seu chefe quer que ela escreva sobre vampiros em Insaciável também! E mesmo tendo seus próprios poderes sobrenaturais – Meena consegue ver como as pessoas morrerão – ela é estritamente cética em relação a vampiros. Mas tudo começa a mudar quando Lucien Antonescu aparece em sua vida – o próprio descendente do Conde Drácula.

Está cansado de histórias de vampiros? Meena também! São engraçadíssimas todas as partes que a Meena desdenha de referências conhecidas (lógico, Crepúsculo entre elas – vocês viram o quote que eu botei semana passada?) de histórias de vampiros! E muito interessante a relação que a Meg fez da história de Bram Stoker com seus próprios vampiros. Nós acompanhamos a Meena desde sua vida cética em relação aos vampiros, passando pelo relacionamento com o Lucien sem saber que ele é vampiro, até a grande descoberta e todas as escolhas que vem com ela.

Mas o mais legal desse livro – além das inúmeras referências (tanto atuais como antigas) e dos comentários sobre elas – é que essa frasezinha que tem na capa “A mestra desse gênero.” é realmente verdade. Meg Cabot consegue criar uma história com um humor muito bem colocado, romântica nos momentos certos, com muita ação e seres sobrenaturais bem interessantes. Além do quesito história ser extremamente bom, o quesito narrativa também é inigualável: Insaciável é em terceira pessoa, com três perspectivas bem diferentes e bem delineadas.  Elas não se confundem, só se complementam.

Nesse ponto da narrativa também é válido acrescentar o valor da revisão e da diagramação da Galera Record. A revisão não está impecável, mas bem próxima disso. E a diagramação é simples, mas organizada. A textura da capa lembra um pouco a de Fallen, meio aveludada, e a imagem, apesar de ser do mesmo ensaio fotográfico, não é a mesma que a do original, e eu achei isso muito bacana, porque não tirou o padrão da capa original, mas também não ficou igual! Fico na dúvida em decidir qual das duas imagens é mais bonita! *_*

Foi pra minha lista de favoritos e eu recomendo bastante a leitura! Vi algumas pessoas falando que não gostaram muito porque ela tira onda com vampiros e tal, mas mesmo que você adore vampiros (eu também adoro!), eu aconselho a leitura, porque não se trata só disso, tem muito mais! Os personagens são ótimos (nada da Meena se desesperando pra ser salva) (e olhe que eu nem falei do Alaric – o caçador de vampiros – aqui nessa resenha, hein! *o que, pensando bem, foi um pecado*), a história é muito bem construída e o final tem uma surpresa incrível e ainda deixa uma vontade louca de ler depressa o segundo livro da série, Overbite (que sairá em inglês agora em julho *_*)!

Livro: Insaciável

Autora: Meg Cabot

Lançamento: 2011

Editora: Galera Record

Links:Skoob

Compre: Cultura | Saraiva | Submarino

O que você está lendo? #17

Adorei a ideia da Babi Dewet e resolvi trazer pra cá. O que você está lendo?

Pega o livro que você tá lendo e abre na página 37. Abriu? Agora escolhe um trecho bem legal e copia aqui, junto com o título, autor e editora! Vocês vão ver como é super legal quando tiver vários trechos de vários livros diferentes! ^^ Todos os quotes deixados neste post serão incluídos no sistema de quotes aleatórios do blog, que você pode ver no footer, láá embaixo!

O Beijo Escarlate (Lara Adrian, Universo dos Livros). Página 37.

Arfando com rapidez e com os reluzentes olhos azul-esverdeados arregalados de pânico, o anjo misericordioso de Dante o contemplou. Seu belo rosto entrava e saía de seu campo de visão. Tinha uma delgada mão pressionada contra o pescoço, no lugar onde ele a tinha mordido. A outra estava levantada na altura do ombro, segurando com firmeza uma seringa vazia.

Resultados de Sorteios de Marcadores!

Desculpem pelo atraso pra postar esses resultados, gente! +_+ Prometo ser mais cuidadosa com isso! Todos os sorteios foram feitos pelo random.org (: Ah, e muito obrigada pela participação de todos! *_*

  1. A. Déborah
  2. Luiz Gouveia
  3. Vivian
  4. Carissinha
  5. gabriella RK
  6. Caio
  7. Juliana Costa
  8. João
  9. Natália
  10. Danny
  1. Isa Pina
  2. Monique Melo
  3. rudynalva soares
  • Marcador e livreto de Elixir
  1. Nicholas

Os ganhadores devem mandar seus endereços completos pelo e-mail contato@muitopoucocritica.com, identificando no assunto do e-mail o marcador que ganhou!