Resenha: Glass Houses

Esse primeiro livro da série The Morganville Vampires nos traz uma nova perspectiva do mundo dos vampiros. Claire está morando na cidade de Morganville, no Texas, por conta da faculdade. Ela mora no pior dormitório da universidade e, no começo do livro, já percebe o quão sua vida será dura com a presença aterrorizante de Monica e as Monicketes. Depois da primeira de muitas ameaças e de vários ferimentos, Claire decide se mudar, e acaba encontrando “The Glass House”, onde já moram Eve, Shane e Michael. Com eles, Claire começa a entender e a entrar a fundo nos segredos de Morganville – como a existência dos vampiros da cidade, a passividade dos moradores com esse fato e o medo constante, principalmente à noite.

Não contei praticamente nada, porque é um mundo totalmente novo e com muita explicação acabaria tirando uma parte da graça do livro. Claire é cética no começo quanto a tudo que a ciência não pode explicar, e é bem legal ir acompanhando com ela como o mundo sai do lugar e pode ser totalmente inexplicável. Confesso que as cinquenta primeiras páginas podem ser um pouco lentas, porque a Claire está totalmente por fora de tudo o que acontece na cidade e até ela se dar conta dos perigos não é tão interessante. Mas essa “introdução” ao resto da história é muito boa e depois que você pega o ritmo o livro é extremamente bom!

Em Morganville os humanos vivem “pacificamente” com os vampiros, mas pra que isso realmente ocorra tem muita… burocracia por trás. Achei bem legal isso, como os vampiros se “organizam” pra manter a cidade dentro dos moldes deles. O ponto alto do livro é quando Claire precisa de proteção – ela é nova na cidade, não sabe nada de vampiros e não sabe como se proteger e ser protegida – e, para que ela tenha essa proteção, precisa fazer uma troca de coisas valiosas. Além disso, os personagens são muito legais. Pessoas que parecem ser uma coisa mas acabam sendo outras, todos os habitantes da cidade que parecem meio freaks por causa do medo dos vampiros, a Monica que é totalmente louca por poder, a Eve que me lembrou muito a garota de Lost Girl que eu esqueci o nome agora, o Shane e Michael que são engraçados, lindos e encantadores. A minha personagem preferida é um grande spoiler, mas ela esbanja poder e educação de uma forma fria e letal! Adoro!

O livro é relativamente pequeno e, pensando bem, nesse primeiro livro não acontece taanta coisa, mas acredito que seja uma série que só melhore com o passar dos livros. Gostei muito, ainda bem que já tenho o segundo livro da série – The Dead Girl’s Dance (no Brasil sairá como A dança das Garotas Mortas) – e ainda bem² que a Editora Underworld publicará a série por aqui! Vale MUITO a pena, tenho certeza que vai ser um sucesso!

Casa Glass, edição brasileira da Editora Underworld.

Livro: Glass Houses

Série: The Morganville Vampires #1

Autora: Rachel Caine

Lançamento: 2010 (Brasil) / 2006 (original)

Editora: Underworld (Brasil) / Nal Jam (EUA)

Links: Skoob / Goodreads / Site Oficial Brasileiro / Leia o 1º capítulo

Compre o seu: Cultura / Loja Estronha (frete grátis + marcador de página)

No TweetBacks yet. (Be the first to Tweet this post)

15 Comentários em Resenha: Glass Houses

  1. Oi Mari!!!
    Eu estou com muuita vontade de ler este livro, já ouvi falar bastant dessa série, são vários livros, não?!
    Vamos ver se me animo aqui pra comprar.
    Bjs

    Ps: Já estou me Sampa, amanhã vou naquelas livrarias que vc comentou na Augusta.

    [Responder]

  2. Definitivamente vou ler esse livro!
    A sua é a segunda resenha que leio e a segunda a falar super bem. Não costumo ler livros vampirescos mas esse tá super na minha lista :)

    [Responder]

  3. Nossa nem precisso dizer o qunto amo essa serie neh?!! Os livros com o passar do tempo só melhoram, e em cada um vc pode sentir mais aventura e viver junto com a Claire os perigos escondidos em Morganville.. Já to lendo o livro 8 da serie e to amando como sempre.. To louca para comprar o meu já que li todos pelo PC rsrsr

    [Responder]

  4. Eu não gosto muito da Rachel Caine, eu li imortal e o conto dela foi terrível, mas eu tenho que dizer que a capa original é mil vezes mais bonita que a do Brasil.

    Talvez possa mudar minha visão da Rachel nesse livro, quem sabe?

    Beijoos :*

    [Responder]

  5. Oi,
    Adorei sua resenha, a capa do livro é bem bonita só que a tradução tá um pouco terrível ne porque não traduziram todo o nome ou deixaram o título em inglês ne. seria bem melhor. Mas a história parece ser bem interessante vou colocar o livro na minha lista. Ah adorei a dica do final onde tu colocou as livrarias e que algumas dão o marcador poucas fazem isso ne.
    Bjks
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    Raquel recently posted..Fallen de Lauren Kate

    [Responder]

    Tata

    Meio atrasado, né?
    Mas vi a resposta, então resolvi explicar hehe
    No começo, eles traduziram SIM para “Casa de Vidro”, mas houve uma revolta, porque (Acredito que isso não seja spoiler) um dos personagens principais é o Michael,e o sobrenome dele é Glass, a casa é dele, entendeu? Então é Glass House de Glass sobrenome, não de “Vidro”.
    Mas enfim, esse post ta aqui faz tempo e você provavelmente já até leu o livro, mas enfim!

    Bj.

    [Responder]

  6. Ola
    Mary eu amo livros com histórias de vampiros e praticamente leio de todos os tipos, desde crepusculo(água com açúcar) até Anne Rice(os vampiros de verdade,que metem medo).De acordo com sua resenha a hitória parece ser bem interesante, misturando um pouco dos vampirinhos calmos+ os vampiros,criaturas das trevas maléficas.
    Enfim já quero comprar urgente!!!rsrsrsrs
    Bjos!!!
    Danielly recently posted..Sorteio- O Coração de Salatiel

    [Responder]

  7. Eu já li há um tempo em e-book acho que faz mais de um ano. E gostei, mostra uma perspectiva diferente dos vampiros, pelo menos das clichês muito usadas hoje(mocinha apaixonada por um vampiro, vampiro bonzinho…), nada contra as coisas clichês, mais os vampiros malvados e todo misterio em torno do livro e da busca de Clair me fizeram gostar mais. Acho que vou comprar o segundo e o resto, já vi em inglês baratinho na saraiva.

    [Responder]

  8. Acho a capa brasileira desse livro muito bonita, compraria esse livro só pela capa … rss, e depois de ler sua resenha vi q ele não é só bonito mas tbm mto bom.
    Bjs

    [Responder]

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


CommentLuv badge