Desafio de Natal #13

Oi, gente! Começando a última semana da gincana de natal, começamos com um desafio diferente! Esse desafio não é de rapidez, e sim de criatividade, e ficará aberto por mais tempo! Confira as regras!

REGRAS

  • O desafio começará hoje (06/12) e terminará quinta-feira (09/12).
  • Você deverá deixar neste post um comentário contendo o seu nome, seu nome de seguidor do blog, o seu e-mail e uma recomendação de um livro.
  • A recomendação do livro deve conter o nome do livro, o nome do autor e porque você me recomenda esse livro. Pode ser de qualquer livro, mesmo um que eu já tenha lido, o que vai importar é o porquê de sua recomendação!
  • Eu e outras duas pessoas escolheremos os três ganhadores, que ganharão 2000, 1500 e 1000 pontos, respectivamente.

Que tal, começar a semana recomendando um livro e ganhando uma super pontuação na gincana? 😉 Boa sorte!

RESULTADO

Gente, adorei a participação de todo mundo, adorei os livros recomendados, adorei o porquê que vocês recomendaram! Muito, muito, muito legal! *-* Vários livros novos na minha lista de “tenho que ler!”. Obrigada! E a escolha foi tão difícil que decidi abrir mais um lugar na premiação, ou seja, serão QUATRO premiados. Abaixei um pouco a premiação pra ficar um pouco mais uniforme (?), mas nada que deixe qualquer um em má posição.

Acompanhem os ganhadores, a partir do quarto lugar!

4º LUGAR: VIVIAN DUARTE (1000 pontos) – Recomendação: O pacto, da Jodi Picult

Recomendo: “O Pacto”, Jodi Picoult

A princípio eu estava na dúvida de qual livro escolher, mas decidi escolher esse porque ele reúne diferentes elementos. Não é tão fácil a pequena sinopse de um livro já fazer alguém se interessar, pelo menos não para mim, e com “O Pacto” foi assim: interesse desde a sinopse. Emily e Chris eram um casal de namorados que fez um pacto de suicídio, só que quando a polícia chega apenas Emily está morta. Já é de se imaginar que logo desconfiam de Chris e a partir daí a história começa. É muito interessante como a Jodi Picoult apresenta a história. Os capítulos são intercalados entre Presente e Passado, então enquanto acompanhamos as investigações, os porquês e a dor dos conhecidos, também ficamos sabendo como tudo começou, como os pais de Chris e Emily se conheceram e como a relação dos dois evoluiu, para então entendermos o triste desfecho da relação deles. O que eu também achei legal foi que a Jodi deu atenção para os personagens secundários. Recomendo muito o livro. Tem drama, romance e até um “quê” policial, eu diria. Sabe aquele tipo de livro que você fecha a última página, sente aquele vazio e fica meio parada porque aquilo te tocou? Foi exatamente assim para mim. Não sei se você, Mari, já leu o livro, mas se não, espero que eu tenha te inspirado a ler =)

Vivian, ainda não li e super adorei a indicação! Já foi pra lista de “tenho que ler!” Obrigada e parabéns!

3º LUGAR: ANDRESSA LEDESMA (1300 pontos) – Recomendação: Os 13 porquês, do Jay Asher

Ele é o tipo de livro que te faz parar e pensar na vida. A história é forte, mas ao mesmo tempo consegue ter sua beleza. Depois de ler, temos a incrível sensação de que cada atitude que uma pessoa toma, pode ser consequência do que você fez ou falou. O livro te faz pensar se você trata as pessoas como deveria, ou se você dá motivos pra ela fazer coisas horríveis? A beleza do livro é essa, que apesar de ser triste, mostra um pouco o lado de quem comete suicidio. O que se passa na cabeça de todos eles. Mas a Hannah revela, porque ela quer que todos que contribuiram, saibam. E no decorrer da história, nos sensibilizamos com ela e sentimos vontade de ajuda-lá. Então recomendo ele, quem sabe se todos o lessem, pensariam em tratar o próximo com mais respeito.

Obrigada e parabéns pela recomendação, Andressa! Adorei como você colocou os sentimentos que o livro passa! Já queria ler esse livro, mas não sabia que ele era tão “forte” assim.

2º LUGAR: ERICA MARTINS (1500 pontos) – Recomendação: Duna, do Frank Herbert

Eu recomendo o livro “Duna” (livro 01 de uma série de 6 livros do autor Frank Herbert). Imagine uma sociedade que lembra vagamente a nossa, onde o ouro do mundo não é mais o petróleo como hoje.Mas sim uma especiaria chamada Melange. A melange assim como o petróleo é usada para ações que ao modo de ver dos que governam os mundos são justficáveis. E o único lugar do universo que tem a melange é um mundo chamado Duna. Sim, eu falei mundos porque em “Duna” a tecnologia é avançada e viagens espaciais são cotidianas (apenas para os que podem pagar, claro). Este clássico da literatura de ficção científica relata através do protagonista Paul Atreides como a política,religião, profecias se entrelaçam para mudar a história dele e de todo um sistema planetário! É incrível como o autor consegue passar sua mensagem (que são muitas durante o livro) de críticas a nossa sociedade atual (que vale até hoje apesar desse livro ter sido escrito em 1965) e nos convencer a respeito dessa história. Os cenários são bem descritos, as emoções e personagens bem desenvolvidas e o que chama mais atenção são as tramas. Ter um olho atrás da cabeça é um ditado necessário em Duna porque sempre tem uma conspiração em algum lugar. Sem falar que a sociedade descrita no livro tem papéis muito selecionados, e tudo é controlado por um grupo misterioso de mulheres chamado Bene Gesserit. Quando digo tudo, é tudo mesmo!!!!! Se ainda assim você não se convercer a ler esse livro, pense nisso: Em um momento literário de vampiros, anjos e afins, leia algo diferente e que vai prender sua atenção do começo ao fim, e ansiar pelos próximos volumes. Em tempo: A série Duna foi relançado pela editora Aleph (antes era da Nova Fronteira).E eu estou sonhando com o livro em minhas mãos… *_*

WOW! Parece ser muito bom esse livro! Não conhecia e com certeza já quero ler! Muito obrigada e parabéns pela recomendação, Erica! Gostei muito! É incrível como alguns livros escritos há muito tempo conseguem ser tão atuais, né? Adorei!

1º LUGAR: JULIANA OLIVETO (1800 pontos) – Recomendação: E se fosse verdade, do Marc Levy

Você já se apaixonou? Não digo gostar de alguém, mas se apaixonar de verdade, a ponto de… sei lá, roubar uma âmbulância e sequestrar um corpo do hospital? Já se apaixonou a ponto de convencer seu melhor amigo que vale a pena fazer tudo isso por um… um… um espírito? Arthur já. E fez eu me apaixonar junto com ele. E pensar que tudo começou com um espírito no armário do banheiro! Arthur jamais poderia prever que sua vida mudaria daquele jeito. E que se apaixonaria daquele jeito. Lauren está presa, em coma, na cama de um hospital e a única pessoa que consegue vê-la, ouví-la e ajudá-la é o novo inquilino de seu antigo apartamento… Mas Arthur pode mais do que isso. Arthur pode sentí-la. Enquanto acompanhei Arthur movendo céus e terras para salvar sua amada – com a ajuda do espírit
o da própria Lauren – pude me perguntar até que ponto eu iria por amor. Acompanhando o desenrolar da história desses dois – duas almas, dois corpos e um espírito – pude avaliar o que eu mesma pensava sobre o quão longe podemos ir por alguém que realmente amamos. Arthur não podia mais viver sem Lauren, Lauren não conseguiria – literalmente, levando em conta que estava no hospital – viver sem Arthur. E consegui concluir que eu não seria a mesma pessoa depois de ler a história de Marc Levy. “O que eu vou contar não é fácil de entender, é impossível de aceitar, mas se quiser ouvir a minha história, se quiser confiar em mim, então, talvez, acabe acreditando, e isso é muito importante porque, você não sabe, mas é a única pessoa no mundo com quem eu posso compartilhar esse segredo…” Arthur, Lauren e Marc Levy mudaram a minha vida. E mudaram suas próprias vidas. Depois deles pensar em amor nunca mais foi a mesma coisa. E nunca será. Só quem ler vai entender o que eles passaram, o que me fizeram sentir. É impossível não se apaixonar depois disso. Se não por alguém, por eles. Ah, claro… E se fosse verdade, de Marc Levy. [a parte entre aspas marca a explicação de Lauren para Arthur e, posteriormente, a última página do livro.]

*sem fôlego* Cara, quando eu vi essa recomendação, eu corri pro skoob pra marcar como “desejado”. E quase corria pra Cultura pra comprá-lo naquele instante, também. A Juh achou “brega” (u.u) mas eu amei e por isso, PARABÉNS pelo primeiro lugar, Juh! E muito obrigada pela recomendação *-*

Mais uma vez obrigada a todos que participaram, e confiram nos comentários as outras recomendações, que não foram premiadas mas também foram muito boas! =D 

No TweetBacks yet. (Be the first to Tweet this post)

18 Comentários em Desafio de Natal #13

  1. Nome: Arthur Emillio
    Nome de seguidor: Arthur Emillio
    E-mail:arthurproenca@hotmail.com

    Indico para você o livro Jogos Vorazes da escritora Suzanne Collins porque é uma aventura que combina com todos os leitores. Ao escrever esse livro a escritora pensou na personalidade de cada personagem para que a trajetória deles se adequasse a cada leitor para que o leitor se identifique com o livro pois isso é a posição mais importante de um escritor. O livro agrada tanto a todos que a autora conseguiu misturar romance, aventura, ação, drama e muitos outros gêneros em uma só história. Essa mistura pode parecer confusa mais não é e é ela que leva Jogos Vorazes a ser o grande best-seller que é hoje. Por isso leia e não perca a oportunidade de se sentir dentro da maior aventura das suas vidas.

    [Responder]

  2. Nome: Ana Déborah Freires do Canto
    Nome de seguidor: A. Déborah
    E-mail: aninhamsn@hotmail.com

    Eu indico o livro Graceling da Kristin Cashore. Eu sei que esse livro ainda nem foi lançado no Brasil, e para falar a verdade nem sei se será, mas ele é perfeito e apaixonante. A estória é envolvente e muito bem elaborada. Todos os personagens se encaixam direitinho e apesar de nem todos terem suas caracteristicas aprofundadas, eles são ótimos e importantes. A personagem principal é forte mas sensível. Graceling mistura romance, ação e aventura em doses equilibradas e mesmo sendo um livro bem grande, nem deu para perceber o tempo que eu passei para le-lo.

    [Responder]

  3. Nome: Ana Carolina Dias dos Santos
    Seguidor: Carol Dias
    Email: Nannacat_17@hotmail.com

    Livro: Pequena Abelha
    Autor: Chris Cleave
    Porque você me recomenda esse livro: Bom, alem de estar terminando de ler esse livro, e de achá-lo triste, eu acho que é como aquelas historias que dão um tipo de lição de moral.
    Ele meio que fala sobre superação, as duas protagonistas passaram por coisas difíceis na vida e tudo que elas querem é seguir em frente, uma deseja ser feliz e ter direito de escolher o caminho para a sua felicidade e a outra só quer ter liberdade. Eu acho que é tudo que as pessoas querem para suas vidas, ser feliz e ser livre. Livre para tomar suas próprias decisões e seguir em frente. Acho que é isso.

    [Responder]

  4. Nome: Samantha Ferreira
    Nome de seguidor: Samantha(@Samgirl_Sayane)
    E-mail:sam_girl2010@hotmail.com

    Indico o Símbolo Perdido – Dan Brown
    Ele é incrível, envolve você na história, a cada página surge um novo misterio, e no fim tem uma grande revelação, foi um dos primeiros livros “maiorzinho” que li, e desde o começo do livro já me apaixonei e agora estou louco para ler os outros do Dan Brown!

    [Responder]

  5. Nome: Luana Suita Ribeiro
    Nome de seguidor: Luuh Suita
    Email: lu@vetorial.net

    Indico o livro Diário de um anjo da escritora Mandy Porto. Bom, pra começo de conversa eu sou apaixonada pela Mandy desde que li o livro! haha, adoro ela. Bom, mas o porquê de eu indicar esse livro é porque ele contém um pouquinho de tudo. Ação, aventura, romance, comédia… Tudo num livro só. E ainda por cima, ele é daqueles que você começa e não termina. As lutas, os risos, as mortes… Todas as partes do livro são muito boas, mas tem as melhores partes que na minha opnião é quando Elizabeht (e as vezes Luke) lutam com algum demônio. Ainda tem as crianças, que são bem destacadas no livro, muitas “cenas” são passadas em uma escola.
    Eu já li três veses *-* É um livro ÓTIMO. O melhor livro que eu já li.

    [Responder]

  6. Nome: Thalita Oliveira da Silva
    Nome de seguidor no blog: Thasy
    E-mail: Ladythasy.oliveira@gmail.com

    Eu indico A hospedeira de Stephenie Meyer, o porque o indico é algo que vou adorar escrever, porque além desse livro ser um mergulho nas profundezas do que é ser um ser humano, fala também sobre aceitação, e amor, em suas varias formas, tá isso das varias formas de amor está escrito na contra capa, mas pra quem lê, isso fica muito mais claro que uma simples menção. Eu o indico porque ele fez uma incisão em minha alma, trocadilho legal né(leia e vai entender)? Mas é a pura verdade, é pegar uma super história de ficção, inundá-la com descrição (faz você sentir que pode tocar nas coisas), e por um amor bruto (no sentido de novo, o primeiro amor) no meio de tudo isso. Quando mergulhei em A hospedeira, submergi desnorteada (por sentir minha mente em conflito em varias partes) e extasiada, um livro que se torna mágico por sua essência, um livro que como eu disse, faz uma incisão em sua alma, inserindo não apenas um hospedeiro, mas dois, a consciência de ser humano e a consciência de que humanidade não é algo exclusivo de uma espécie. Sei, falei, falei, e não contei muito sobre a história, então destaco um trecho do livro (claro da capa também):

    “Melanie Stryder se recusa a desaparecer. Quando Melanie, um dos humanos”selvagens” que ainda restam, é capturada, ela tem certeza de que será seu fim. Peregrina a “alma” que foi indicada para seu corpo, foi avisada sobre os perigos de viver dentro de um corpo humano, mas há uma dificuldade que Peregrina não esperava: a antiga dona do corpo se recusa a desistir da posse de sua mente”.

    Esse foi só um gostinho. Indico este livro pra que outros possam desfrutar das mesmas sensações que senti, ah, sim, a incisão não dói, rsrs.

    [Responder]

  7. Nome: Guilherme Queiroz
    Nome de Seguidor: Guilherme Queiroz
    E-mail: guilhermy_d2@hotmail.com

    Indico o livro Sussurro da autora Becca Fitzpatrick!Não digo isso como 100% de certeza,mas eu acho que antes mesmo de todo essa onda (para não falar “modinha”) surgir,Sussurro foi um dos primeiros livros sobre anjos e concerteza se destacou!O livro que conseguiu arrancar suspiros das garotas,muitas risadas e momentos de raiva e tensão (eu passei por isso! ¬¬),traz uma história envolvente e se analisada bem,diferente!Li o livro tão rápido que chegar fiquei triste porque esperar até ano que vem (que já esta batendo na porta) não é fácil né?
    Com umas das capas mais bonitas e perfeitas do ano lhe indico este livro que você já leu,mas claro,digno de muitas e muitas divulgações! ;D

    *Chega logo 2011,OK?

    [Responder]

  8. nome: juliana bittencourt frança
    seguidor: iluj
    E-mail: ilujimoon@hotmail.com

    indico A ultima musica do escritor Nicholas Sparks, porque e simplesmente uma linda e maravilhosa historia, a maneira cm o Nicholas aborda a relação em coflito entre pai e filha e a transformação até o perdão, ñ se tem palavras vc se encanta c o livro, vc vê os personagens amadurecerem c seues erros ,ao ler o livro vc vivencia aquele verão vai rir c algumas situações, se irritar talvez com outras, e se emocionar em muitas, nicholas mostrar q o perdão é necessário, mas acima d td antes vc tem q se perdoar , e o final ñ importa muito pq as as boas lembranças foram os momentos vividos..

    [Responder]

  9. Nome: Richard Vieira
    Nome de seguidor: Alec_Volturi
    Email: rick.bardo@hotmail.com

    Recomendo o livro Coração de Tinta da Cornelia Funke. O livro, assim como os outros dois da série Mundo de Tinta, é envolvente e carrega uma história não só de tirar o fôlego, mas concentrar a mente em suas páginas por um longo tempo. O enredo principal gira em torno do fato de o pai da protagonista conseguir trazer para o mundo real personagens de livros quando os lê em voz alta. E quem nunca sonhou que isso pudesse acontecer algum dia? Conhecer pessoalmente o seu personagem favorito? A trama lhe permite ansiar pelo próximo capítulo e, no final, pela sua sequência. Cada hora acontece algo surpreendente, provando como a história foi feita sob muita criatividade. Acho nada mais justo recomendar um dos livros que considero um de meus favoritos e assim poder passar para as outras pessoas as emoções que me proporcionou.

    [Responder]

  10. Nome: Érica Martins
    Nome de Seguidor do Blog: EricaMarts
    E-mail: v_de_veronica_ma@ymail.com

    Eu recomendo o livro “Duna” (livro 01 de uma série de 6 livros do autor Frank Herbert).

    Imagine uma sociedade que lembra vagamente a nossa, onde o ouro do mundo não é mais o petróleo como hoje.Mas sim uma especiaria chamada Melange. A melange assim como o petróleo é usada para ações que ao modo de ver dos que governam os mundos são justficáveis.
    E o único lugar do universo que tem a melange é um mundo chamado Duna.
    Sim, eu falei mundos porque em “Duna” a tecnologia é avançada e viagens espaciais são cotidianas (apenas para os que podem pagar, claro).

    Este clássico da literatura de ficção científica relata através do protagonista Paul Atreides como a política,religião, profecias se entrelaçam para mudar a história dele e de todo um sistema planetário!

    É incrível como o autor consegue passar sua mensagem (que são muitas durante o livro) de críticas a nossa sociedade atual (que vale até hoje apesar desse livro ter sido escrito em 1965) e nos convencer a respeito dessa história.

    Os cenários são bem descritos, as emoções e personagens bem desenvolvidas e o que chama mais atenção são as tramas.
    Ter um olho atrás da cabeça é um ditado necessário em Duna porque sempre tem uma conspiração em algum lugar.

    Sem falar que a sociedade descrita no livro tem papéis muito selecionados, e tudo é controlado por um grupo misterioso de mulheres chamado Bene Gesserit. Quando digo tudo, é tudo mesmo!!!!!

    Se ainda assim você não se convercer a ler esse livro, pense nisso:
    Em um momento literário de vampiros, anjos e afins, leia algo diferente e que vai prender sua atenção do começo ao fim, e ansiar pelos próximos volumes.

    Em tempo: A série Duna foi relançado pela editora Aleph (antes era da Nova Fronteira).E eu estou sonhando com o livro em minhas mãos… *_*

    Bye

    [Responder]

  11. Vivian Duarte
    Seguidora: Vivian Duarte
    earthbeginstoshake@gmail.com

    Recomendo: “O Pacto”, Jodi Picoult

    A princípio eu estava na dúvida de qual livro escolher, mas decidi escolher esse porque ele reúne diferentes elementos.
    Não é tão fácil a pequena sinopse de um livro já fazer alguém se interessar, pelo menos não para mim, e com “O Pacto” foi assim: interesse desde a sinopse. Emily e Chris eram um casal de namorados que fez um pacto de suicídio, só que quando a polícia chega apenas Emily está morta. Já é de se imaginar que logo desconfiam de Chris e a partir daí a história começa. É muito interessante como a Jodi Picoult apresenta a história. Os capítulos são intercalados entre Presente e Passado, então enquanto acompanhamos as investigações, os porquês e a dor dos conhecidos, também ficamos sabendo como tudo começou, como os pais de Chris e Emily se conheceram e como a relação dos dois evoluiu, para então entendermos o triste desfecho da relação deles. O que eu também achei legal foi que a Jodi deu atenção para os personagens secundários. Recomendo muito o livro. Tem drama, romance e até um “quê” policial, eu diria. Sabe aquele tipo de livro que você fecha a última página, sente aquele vazio e fica meio parada porque aquilo te tocou? Foi exatamente assim para mim.

    Não sei se você, Mari, já leu o livro, mas se não, espero que eu tenha te inspirado a ler =)

    [Responder]

  12. Nome: Andressa Ledesma
    Nome de seguidor: D e s s a
    E-mail:dessa_mms_@hotmail.com

    Livro: Os 13 porquês ( Thirteen reasons why)
    Autor: Jay Asher

    Ele é o tipo de livro que te faz parar e pensar na vida. A história é forte, mas ao mesmo tempo consegue ter sua beleza. Depois de ler, temos a incrível sensação de que cada atitude que uma pessoa toma, pode ser consequência do que você fez ou falou. O livro te faz pensar se você trata as pessoas como deveria, ou se você dá motivos pra ela fazer coisas horríveis? A beleza do livro é essa, que apesar de ser triste, mostra um pouco o lado de quem comete suicidio. O que se passa na cabeça de todos eles.
    Mas a Hannah revela, porque ela quer que todos que contribuiram, saibam. E no decorrer da história, nos sensibilizamos com ela e sentimos vontade de ajuda-lá. Então recomendo ele, quem sabe se todos o lessem, pensariam em tratar o próximo com mais respeito.

    [Responder]

  13. Nome: Suelen Sena
    Nome de seguidora: Suelen Sena
    e-mail:suelen_senalf@hotmail.com

    Livro indicado: MENINAS INSEPARÁVEIS – Lori Lansens

    ” é difícil dizer como um romance tão incomum se tornou um livro tão agradável. O importante e saber que uma história que poderia ser trágica ou melancólica se transforma numa agradável meditação sobre companheirismo, identidade e amor.” Jornal The Times

    Indico esse livro pelo simples fato dele ser Lindo/Emocionante/Maravilhoso, por me fazer chorar, sonhar, torcer, suspirar com esses duas irmães craniopatas.Essa leitura nos faz dar valor á pequeníssimas coisas que temos e nem ligamos.
    Foi a minha primeira leitura do ano e uma das melhores. Nunca vou esquecer desse livro, dessa magnífica história e da lição que pude aproveitar dele.
    O livro ” Meninas Inseparáveis” tem lugar Vip na minha estante sempre.
    Recomendo á todas/todos que gostam de uma ótima leitura (mais já aviso, levem uma caixa de lençinhos..kk)

    Bjs

    [Responder]

  14. Tatiane C. Carvalho dos Santos
    Tathy
    tathy_santos@hotmail.com

    Livro: Se houver amanhã de Sidney Sheldon

    Recomento “Se houver amanhã” pois o li faz uns 10 anos e foi o livro que mais me marcou por causa da trajetória da protagonista (Tracy Whitney) que após perder tudo o que tinha em sua vida, por causa de uma cilada, acaba sofrendo muito, mas dando a volta por cima e sua vida toma rumos inesperados. Mas inesperados meeeeesmo. Eu gosto muito. O livro não é previsível em nenhum momento. No fim da leitura, você para e pensa: Eu nunca ia imaginar que isto iria acontecer. O livro em alguns momentos é forte e cruel, mas isso faz parte da realidade colocada por Sidney Sheldon. Tracy é de perto minha personagem preferida, minha heroína. Sidney Sheldon é DIVO e todos os seus livros são fantásticos, mas Se houver amanhã ganha. Eu lembro que ao ler eu ficava pensando: Isso daria um filme excelente. Tamanho eram as reviravoltas da história. E se você gosta de livros assim, que além de envolver muita ação, lhe deixe sem fôlego ao ponto de não conseguir largar nem mesmo pra ir ao banheiro ou tomar uma água, este é o livro mais indicado.
    Eu sou a única pessoa que lê aqui em casa, mas quando eu li esse livro, o meu desejo de fazer todos conhecerem a maravilha deste livro era tão grande, que eu fiz minha mãe e meu irmão lerem. Porque Sidney Sheldon é assim, causa um frisson em nossa mente que não dá pra guardar só pra gente :) E é por isso que eu adoraria que várias blogueiras o lessem, inclusive você Mary!

    [Responder]

    Valery Rodrigues

    Tambem tenho paixao por esse livro…Adoro os livros do Sidney Sheldon =D

    [Responder]

  15. Você já se apaixonou? Não digo gostar de alguém, mas se apaixonar de verdade, a ponto de… sei lá, roubar uma âmbulância e sequestrar um corpo do hospital? Já se apaixonou a ponto de convencer seu melhor amigo que vale a pena fazer tudo isso por um… um… um espírito?
    Arthur já. E fez eu me apaixonar junto com ele.

    E pensar que tudo começou com um espírito no armário do banheiro!
    Arthur jamais poderia prever que sua vida mudaria daquele jeito. E que se apaixonaria daquele jeito.

    Lauren está presa, em coma, na cama de um hospital e a única pessoa que consegue vê-la, ouví-la e ajudá-la é o novo inquilino de seu antigo apartamento… Mas Arthur pode mais do que isso. Arthur pode sentí-la.

    Enquanto acompanhei Arthur movendo céus e terras para salvar sua amada – com a ajuda do espírito da própria Lauren – pude me perguntar até que ponto eu iria por amor. Acompanhando o desenrolar da história desses dois – duas almas, dois corpos e um espírito – pude avaliar o que eu mesma pensava sobre o quão longe podemos ir por alguém que realmente amamos. Arthur não podia mais viver sem Lauren, Lauren não conseguiria – literalmente, levando em conta que estava no hospital – viver sem Arthur. E consegui concluir que eu não seria a mesma pessoa depois de ler a história de Marc Levy.

    “O que eu vou contar não é fácil de entender, é impossível de aceitar, mas se quiser ouvir a minha história, se quiser confiar em mim, então, talvez,
    acabe acreditando, e isso é muito importante porque, você não sabe, mas é a única pessoa no mundo com quem eu posso compartilhar esse segredo…” Arthur, Lauren e Marc Levy mudaram a minha vida. E mudaram suas próprias vidas. Depois deles pensar em amor nunca mais foi a mesma coisa. E nunca será. Só quem ler vai entender o que eles passaram, o que me fizeram sentir. É impossível não se apaixonar depois disso. Se não por alguém, por eles.

    Ah, claro… E se fosse verdade, de Marc Levy.
    [a parte entre aspas marca a explicação de Lauren para Arthur e, posteriormente, a última página do livro.]

    [Responder]

    Thasy

    Nossa, assim não tem pra ninguém, eu vi o filme e agora não tem jeito vou ter que ler o livro, e como adorei o filme sei que esse livro é demais, dica otima!!! Ameeei!!

    [Responder]

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


CommentLuv badge