Retrospectiva de 2010

Último dia do ano e cá estou eu fazendo o apanhado geral do ano pra mim. Os melhores de todos. Querem ver?

  • LIVROS NACIONAIS

  1. Annabel & Sarah, do Jim Anotsu. O primeiro livro do Jim me surpreendeu bastante. Um dos melhores livros que eu li esse ano por trazer um mundo estranho e familiar ao mesmo tempo. Veja minha resenha aqui.
  2. Kimaera – Dois Mundos, da Helena Gomes. Kimaera foi um dos melhores livros do ano pela riqueza da história. É incrível como a Helena conseguiu criar dois mundos opostos, dois personagens bem diferentes, mas que tendem a se completar. Veja minha resenha aqui.
  3. Sábado à noite, da Babi Dewet. O livro independente da Babi, além de trazer todo o sonho dela de ter um livro publicado, traz uma das histórias mais lindas que eu já li. Veja minha resenha aqui.
  • LIDOS EM INGLÊS

  1. Forgive my Fins, da Tera Lynn Childs. O meu primeiro livro sobre sereias foi direto pra lista de favoritos por trazer uma das histórias de amor mais lindas ever! Pensando bem, a história não tem nada de mais, mas me tocou profundamente. A resenha sai muito em breve, na próxima semana ou na outra, no mais tardar!
  2. Going too Far, da Jennifer Echols. Virei fã da Echols por causa da sensibilidade e da força desse livro. É incrível como uma história pode trazer tantos sentimentos fortes e contidos e tão bem retratados nos personagens. Veja minha resenha aqui.
  3. Thanks for the Memories, da Cecelia Ahern. Acho que vocês já tão cansados de saber que eu sou fã da Ahern! E quando eu li esse livro, só tive mais certeza disso. Uma história com só um toquezinho sobrenatural, sem deixar de lado o tom dramático da Ahern. Veja minha resenha aqui.
  • MELHORES AUTORAS

Gena Showalter. Séries publicadas no Brasil: Senhores do Mundo Subterrâneo (Lords of the Underworld) e Interligados (Intertwined). Minha autora preferida, vocês já me viram falar dela aqui muitas vezes. E continuo falando e recomendando muitíssimo. A capa da esquerda é a edição brasileira do primeiro livro da série mais adulta Senhores do Mundo Subterrâneo, A Noite mais Sombria. Já li até o quarto livro dessa série (que, até o momento, tem seis livros lançados) e recomendo cada página. A capa da direita é a edição brasileira – lindíssima – do primeiro livro da série infantojuvenil Interligados, com o livro de mesmo nome. Essa série só tem dois livros lançados até agora, e a Gena está escrevendo o terceiro. Recomendo muito também. Veja minha resenha de A Noite Mais Sombria. Minha resenha de Interligados sairá em breve, no mais tardar na segunda semana de janeiro.

Richelle Mead. Séries publicadas no Brasil: Academia de Vampiros (Vampire Academy) e Georgina Kincaid. A Richelle é mais conhecida por VA, mas os outros livros dela também são ótimos – Kincaid é diva demais. A capa da esquerda é a edição brasileira do primeiro livro da série adulta da Georgina Kincaid, A Canção do Súcubo. Infelizmente esse é o único livro dela lançado aqui no Brasil até agora e, believe me, estamos perdendo MUITO. A série é ótima meesmo! A capa da direita é a edição brasileira do segundo livro da série infantojuvenil Academia de Vampiros, Aura Negra. Coloquei o segundo livro porque prefiro ele ao primeiro livro. E estou louca pelo resto da série. Veja minha resenha de A Canção do Súcubo. Veja minha resenha de Aura Negra.

Janet Evanovich. A Janet é uma das minhas autoras preferidas, faz um grande sucesso nos EUA e está sendo lançada a passos de formiga aqui no Brasil pela Rocco. Mas acreditem, é ótima! A capa da esquerda é a edição brasileira do primeiro livro da série da caçadora de recompensas Stephanie Plum, Um dinheiro nada Fácil. Stephanie é caçadora de recompensas por falta de opção e tenta ganhar dinheiro sem realmente se envolver nos casos mais pesados, sem sucesso, lógico. A capa da direita é a edição brasileira do primeiro livro da série da Alexandra Barnaby, mais conhecida como Barney, Garota Metro Sexy. Apesar do nome e da capa toscos, a história é ótima e conta a história de Barney, uma mulher normal, apaixonada por corridas que se mete em um caso perigoso por causa de seu irmão. Li os dois livros pela segunda vez esse ano, mas não fiz resenha pro blog. Lerei novamente em 2011 pra resenhar! O segundo livro da Plum, Duas vidas por um fio, foi lançado recentemente, então lerei em breve e farei resenha dos dois livros (e aproveito pra postar a resenha do terceiro livro, que já está pronta mas ainda não tive tempo de postar!)

Bem, foi isso. Mentira, não foi só isso, deu um trabalhão só falar de nove favoritos, mas enfim. Confesso que olhando minha lista de favoritos me senti meio fútil e idiota praticamente só gostar de romances açucarados, mas… whatever! Que em 2011 venham mais livros ótimos (só não gostei de uns três livros lidos esse ano \o/)! E você, como foi o seu 2010 literário? ;)

Retrospectiva de Dezembro

Como em todos os meses, deixo aqui o que eu li durante o mês de dezembro. Os coraçõezinhos indicam os que foram pra lista de favoritos! Vocês podem ver a lista do ano inteiro e as respectivas resenhas lá na página dos Livros Lidos em 2010:

  1. Nothing Like You, da Lauren Strasnick
  2. Cidade dos Ossos, da Cassandra Clare
  3. Interligados, da Gena Showalter
  4. Sapatólatras Anônimas, da Beth Harbison
  5. Segredos de uma Sapatólatra, da Beth Harbison
  6. A Pirâmide Vermelha, do Rick Riordan
  7. Taken by Storm, da Angela Morrison
  8. Entre o Amor e a Amizade, da Bianca Briones
  9. Terra de Sombras, da Alyson Nöel

Releases #9

Eu nem ia postar essa coluninha essa semana, por causa do fim de ano e blá blá blá, mas vi um ACHADO na livraria hoje e tenho que compartilhar com vocês, já que sabe-se lá porque a editora não fez divulgação nenhuma.

Duas vidas por um fio, da Janet Evanovich. Vocês viram que eu comecei o post falando do ACHADO, né? Pois é, foi esse livro. Pela primeira vez na vida vi esse livro na livraria, soube que ele foi publicado aqui no Brasil. E pensei comigo “WOW, porque diabos a Rocco não fez nenhuma divulgação sobre esse lançamento?!”. Mas agora, procurando a capa no skoob pra fazer esse post, percebi que o livro foi adicionado em OUTUBRO. Ou seja, o lançamento foi em OUTUBRO e eu só fui saber que ele foi lançado hoje! Como pode uma coisa dessas? Cadê a divulgação da editora, pelamor! ALÔ ROCCO! Adorei vocês – finalmente – terem lançado esse livro, segundo da série da Plum, mas AVISEM! Como vocês querem que as pessoas leiam se elas nem sequer sabem da existência do livro?! E um apelo: não demorem MIL ANOS pra publicar o resto da série, PELAMOR!

Enfim, depois dessa minha história dramática e revoltada, aviso que já resenhei (mentira, na verdade comentei, não posso chamar aquilo de resenha) esse livro aqui no blog! Esse é o segundo livro da série da caçadora de recompensas Stephanie Plum e eu SUPER recomendo! Em breve postarei a resenha do terceiro livro da série, que li mais ou menos recentemente. Ah, e apesar de ser uma série, você pode não ler os livros na ordem! Eles não influenciam uns nos outros!

Sinopse: A caçadora de recompensas mais sexy e atrapalhada de Trenton, Nova Jersey, está de volta em Duas vidas por um fio. Desta vez, Stephanie Plum precisa seguir a trilha de Kenny Mancuso, um rapaz que desaparece do mapa depois de atirar em seu melhor amigo e enriquecer misteriosamente. Como serviço extra, ainda tem que investigar o sumiço de um carregamento de caixões comprados pela funerária local.

Tormenta, da Lauren Kate. Esse é o segundo livro da série Fallen (que eu já li e já resenhei aqui) e já tem data de lançamento prevista aqui pro Brasil: 28 de fevereiro. Sempre pensei no título como TormentO, mas não sei o que combina mais com o livro, então whatever minha opinião. Mas cá pra nós, o primeiro livro sem título traduzido e o segundo livro com título traduzido é algo meio estranho, né? Não gostei, por mim ficava tudo como no original! Mas vai pra minha estante, for sure.

Sinopse: Quantas vidas você precisa viver antes de encontrar alguém que valha a pena morrer? Como consequência do que aconteceu na Espada & Cruz, Luce foi escondida por seu namorado que é um anjo amaldiçoado, Daniel, em uma nova escola repleta de Nephilim, descendentes de anjos caídos e seres humanos. Daniel prometeu que ela estará segura aqui, protegida daqueles que querem matá-la. Na escola a Luce descobre o que as Sombras que a seguiram durante toda a sua vida significam – e como manipulá-las para ver dentro de suas outras vidas. Ainda assim, quanto mais a Luce aprende sobre si mesma, mais ela percebe que o passado é sua única chave para desbloquear seu futuro… e que Daniel não lhe disse tudo. E se a versão dele do passado não é bem como as coisas realmente aconteceram… e se a Luce era para estar realmente com outra pessoa?

Especiais, do Scott Westerfeld. Terceiro livro da série Feios já tem sua versão brasileira. A diferença entre a capa original e essa é mais uma questão de zoom, mas achei bem legal. Pra quem ainda não conhece a série, tem a minha resenha de Feios, primeiro livro da série e minha resenha de Perfeitos, segundo livro da série. Cuidado com os spoilers, hein!

Sinopse: ‘Circunstâncias especiais’ As palavras dão arrepios a Tally desde seus dias como uma repugnante e revoltada Feia. Naquela época, especiais eram um boato sinistro – assustadoramente bonitos, perigosamente fortes, chocantemente rápidos. Perfeitos comuns podem viver uma vida inteira sem conhecer um especial. Mas Tally nunca foi comum. E agora ela se tornou um deles: uma super máquina de combate, construída para manter os feios humilhados e os perfeitos idiotas. A força, a velocidade, e a clareza e foco de seus pensamentos é a melhor coisa que Tally consegue lembrar. Na maior parte do tempo. Uma pequena parte do seu coração ainda se lembra de algo mais. Mesmo assim, é fácil ignorar isso – até Tally oferecer-se a acabar permanentemente com os rebeldes de New Smoke. Tudo se resume a uma escolha: escutar seu coração ou realizar a missão para que foi programada. De qualquer jeito, o mundo de Tally nunca mais será o mesmo.

E que veeeenha 2011!! *________________* Vai ser demais!

Resenha: Shadowland

*ATENÇÃO: Esta resenha contém spoilers dos dois primeiros livros (leia minhas resenhas deles: Para Sempre e Lua Azul) da série. Só leia se não se importar.*

Terceiro livro da série Os Imortais, continuamos a saga da Ever como imortal, vivendo ao lado de Damen, sua alma gêmea por vários séculos. Mas depois de algumas (várias =x) escolhas erradas, Ever cai nas armadilhas de Roman e não pode tocar Damen de maneira alguma sem que ele morra. Esse terceiro livro marca o começo da busca de Ever pelo antídoto para esse feitiço de Roman, para que ela possa passar e aproveitar a eternidade com Damen. O que Ever não conta é o aparecimento de uma outra pessoa que também está no mundo há vários séculos, alguns até junto com a Ever antiga.

Pra mim a série decaiu totalmente nesse livro. No primeiro livro eu achei a premissa legal, achei a Ever estúpida, mas de um modo geral gostei. No segundo livro eu já gostei bem mais, a série progrediu bastante e eu achei o gancho pro terceiro livro muito bom. Mas esse foi uma total decepção. O livro só começa a progredir – com passos de mini-formiga – a partir da página 200 (o livro tem 270 páginas). E progride terrivelmente. Só enrolação, enrolação. Acho que a Nöel poderia ter criado uma história muito mais legal, mas ficou presa em como a Ever tem que manter segredo de tudo pra todos e em como ela tem que provar pra si mesma e pra Damen que eles são mesmo alma gêmeas. Odiei bastante.

A parte que talvez se salve é o que eu chamo de ‘parte teórica’. É quando a autora explica um pouco mais sobre as facetas do mundo que ela criou, como Summerland, Shadowland (que eu não entendi porque deixaram “Summerland” mas traduziram “Shadowland” pra Terra de Sombras), a magia e seus usos. Acho isso bem legal, mas parece que a autora não soube o que fazer pra que os personagens progredissem junto com a história principal que ela começou no fim do primeiro livro. A Ever faz mais decisões erradas do que nunca, apesar de todo mundo dizer a ela exatamente o que fazer e às vezes ela tem umas síndromes de serei-chata-só-pra-ser-mesmo que eu fiquei “WTF, porque diabos você se importa tanto?!” Às vezes eu adoro e às vezes eu odeio o Damen, porque por mais que a maioria das ações dele sejam fofas e pensando no que ele pode ter causado e/ou no que ele sente pela Ever, algumas vezes acho forçado demais e na maioria das vezes acho uma terrível bobagem essa coisa de ‘amo você mas me controlarei e deixarei você fazer sua escolha sozinha’.

O próximo livro será o Dark Flame, que na edição da Intrínseca ficará Chama Negra. No fim desse terceiro livro já tem o primeiro capítulo ou algo do tipo. Não encontrei informações sobre o lançamento, alguém aí sabe?

Livro: Terra de Sombras

Série: Os Imortais #3

Autora: Alyson Nöel

Lançamento: 2010 (Brasil) / 2009 (original)

Links: Skoob

Compre: Submarino / Saraiva / Cultura

Resenha: The Red Pyramid

Carter e Sadie são dois irmãos adolescentes que depois da morte da mãe vivem separados. Carter viaja pelo mundo afora junto com o pai, o egiptólogo Julius Kane, e Sadie vive uma vida normal com os avós em Londres, vendo o pai e o irmão apenas duas vezes por ano. Nesse ano, o pai deles os leva para o British Museum (Museu Britânico). Não só o lugar é estranho, já que é véspera de Natal e eles só se encontram duas vezes ao ano, mas o Dr. Julius também está agindo estranho, como se estivesse sendo seguido e fazendo promessas e pedidos estranhos. No museu, Carter e Sadie veem o pai fazendo algo muito estranho com a Pedra de Roseta, e um ser mais estranho ainda saindo de dentro dela e trancando o pai deles em sarcófago embaixo da terra. E isso é só o começo.

Primeiro, preciso dizer que tive a mesma reação da Sadie ao ouvir falar da Pedra da Roseta (Rosetta Stone): “isso não é um programa de computador?” (hahaha). Mas whatever, informação inútil. O que eu realmente preciso dizer – e vocês precisam saber – é que esse livro é ação do começo ao fim. Tipo, WOW. Já na página 30 tudo começa a aparecer e se desenvolver e a ação só pára (odeio o novo acordo ortográfico) a 10 páginas do final. É realmente incrível. Eu demorei uns cinco dias pra ler esse livro, primeiro porque o twitter atrasa minhas leituras, segundo porque você precisa parar e refletir e se acalmar e ficar de boca aberta com todos os acontecimentos. Isso também acontece por causa da riqueza da mitologia egípcia. É realmente incrível. Não sei quanto do livro é verdadeiro (se tudo for mentira, pelo menos a parte que os egípcios construíam pirâmides é verdade -.-), só sei que tudo é fabuloso. E o jeito que o Riordan conta a história e os detalhes é deslumbrante. Por acaso, a história é contada ora pelo Carter, ora pela Sadie, como se eles tivessem registrando tudo o que aconteceu no futuro.

Carter e Sadie se descobrem no meio de um mundo mágico, literalmente. E eles passam a conhecer os limites, os medos, o passado, o futuro e os poderes desse mundo. Eles são praticamente afogados (?) de informações e tem que lidar com tudo o que acontece, o que aconteceu e o que pode acontecer com eles ou com as outras pessoas, mas que influenciam suas vidas. Sinceramente, não consigo associá-los como personagens pré-adolescentes. A Sadie tem 12 anos, pelamor! Ou será que sou eu que não conheço os pré-adolescentes de hoje? Lógico, no livro inteiro algumas ações e a grande maioria dos jeitos de falar são de pré-adolescentes, principalmente irmãos pré-adolescentes, mas é… assustador, talvez, como eles conseguem passar por tanta coisa. Mas é muito legal isso, porque tem várias partes que você consegue ‘sentir’ o crescimento deles, como eles admitem de mal-humor certos sentimentos e comportamentos. Achei isso muito legal.

Como eu já disse antes, não conheço a mitologia egípcia a ponto de saber o que é ficção e o que é fato histórico, mas achei incrivelmente bem bolada a história inteira. Apesar de não pesquisar com afinco sobre, eu adoro mitologias, tanto a egípcia, retratada nesse livro, como a grega, retratada em Percy Jackson. Acho fascinante e acho que isso influi bastante no brilho dos meus olhos ao ler histórias desse tipo! Por falar em Percy Jackson, quem leu e adorou e está com medo de se decepcionar com os Kane, não tenha medo! Eu só li o primeiro livro do Percy Jackson até agora, infelizmente, mas achei esse livro extremamente mais elaborado. Tá, o tamanho do livro é BEM maior e provavelmente os outros livros de PJ abarcam muito mais coisas, mas me parece que um livro desses equivale – em elaboração, em informações, em conteúdo – aos três primeiros livros de PJ. Mas não levem isso em conta, já que eu ainda não li PJ inteiro. De todo modo, recomendo muitíssimo. Tanto pela aventura quanto pelas informações mitológicas do livro (fascinantes!).

O livro é o primeiro da série As Crônicas dos Kane e é prevista uma trilogia, com as possíveis datas de lançamentos dos próximos livros para os próximos dois anos.

Livro: A Pirâmide Vermelha

Série: As Crônicas dos Kane #1

Autor: Rick Riordan

Lançamento: 2010

Editora: Intrínseca

Links: Skoob

Compre: Saraiva / Cultura / Submarino