Resenha: Os Diários de Nick Twisp

Antes da resenha: Feliz aniversário pra ALBA, do Psychobooks!! Muitas felicidades, Alba! *-* Vamos nos divertir muito na Bienal, YAY! =D

Como o próprio nome já diz, esse livro enorme de quase 600 páginas é o diário de Nick Twisp, um jovem de 14 anos (no começo ele tem 13, mas logo faz aniversário) com problemas de acne, desesperado por sexo e com uma inteligência peculiar.

O livro é dividido em três partes: o livro I, onde ele vive com a mãe em Oakland, tem muitas cenas engraçadas e totalmente nonsenses com o seu melhor amigo Lefty (tem uma que eu fiquei MUITO pasma! :O) e conhece O Grande Amor da vida dele, Sheeni; o livro II, onde ele passa a morar com o pai em Ukiah, em uma de suas manobras pra se dar bem e ficar mais perto de Sheeni (o que não acontece, pois ela vai estudar numa escola a 300km de distância – mas mesmo assim ele não desiste); e o livro III, onde ele mora um pouco com a irmã mais velha e a maior parte do tempo sozinho.

Nick realmente só pensa em sexo, e depois que conhece Sheeni, só pensa em sexo com Sheeni. Mas em grande parte do livro ele tem que pensar em coisas pra conseguir passar um tempo com Sheeni. Eu achei bem estranho, porque não creio que os adolescentes de 14 anos sejam como Nick: ele é muito inteligente, lê muito, tem ideias pra tudo. Pra todas as burradas que ele faz – MUITAS burradas – ele acha um jeito de escapar muito bem. MUITAS coisas talvez maldosas, mas não consigo pensar nele como um personagem mau. Acho que ele é muito inteligente e egoísta, afinal, faz tudo pensando no que é melhor pra ele (normalmente sempre pensando em Sheeni), mas de algum modo o achei cativante.

O livro se passa em seis meses (de julho a janeiro), mas achei muito longo, ficou cansativo. Mas apesar disso é um livro muito bom. O jeito intelectual e cheio de artimanhas de Nick é algo, na maioria das vezes, bem engraçado. Em grande parte do livro eu fiquei tentanto perceber como ele chegou àquela conclusão, como conseguiu criar aquela história totalmente ficcional pra conseguir se safar de alguma coisa. E o modo como ele faz tudo pela Sheeni – das declarações de amor eterno nas cartas até os piores estrategemas pra tê-la ao lado dele – é engraçado, estranho, nonsense, inacreditável. A Sheeni também é feito ele, super inteligente e super controladora, inventa mil e uma coisas pra ser a garota boazinha. Não a entendi muito bem, porque às vezes parecia que ela não queria nada com o Nick, e às vezes parecia louca por ele.

Quatro estrelas. Recomendo uma leitura calma, às vezes é cansativo mesmo. Mas tem horas que você vai ficar querendo saber qual vai ser a nova invenção inescrepulosa do Nick. Essa resenha ficou enorme e eu nem cheguei a comentar da relação do Nick com os pais dele – que são um caso à parte: eles são separados, o pai só vive atrás de garotas mais novas e a mãe conhece alguns caras bem estranhos. E o relacionamento deles é bizarro, pronto, falei. Não acredito que nenhum pai se comporte desse jeito. Só pra ter uma ideia, eles (o pai, a mãe e Nick) praticamente se odeiam.

logo_galera

No TweetBacks yet. (Be the first to Tweet this post)

12 Comentários em Resenha: Os Diários de Nick Twisp

  1. OI!..Me parece ser muito interessante este livro..quando tiver oportunidade irei ler!
    No momento tbm estou lendo um livro grandão e q tbm exige paciência, mas eu gosto..a experiência prazerosa da leitura dura mais dias xD

    Abraço!

    [Responder]

  2. Você está causando em mim uma vontade IMENSA de ler esse livro, Mari (posso te chamar assim?:)!
    Não vejo a hora agora… me parece muito bom. E é sério quando digo que você está me causando vontade e curiosidade! O livro parece ser muito bem trabalhado, apesar de ser cansativo (O mundo de Sofia também é cansativo!).
    Ok, quero lê-lo! hahahah

    Noossa, esse modelo de Sussurro… tcs, tcs hahahahah! xD

    [Responder]

  3. Eu ouvi falar muito bem desse livro a uns anos atrás (mais de uma pessoa), como se fosse imperdivel e agora que lançou aqui e estão surgindo resenhas acho que não é o meu estilo, nem um pouquinho… como disseram acima se surgir promoção talvez eu compre.

    Adorei a resenha Mary!

    [Responder]

  4. Sempre ouvi as pessoas comentando sobre como o livro era enorme, mas só quando eu vi, esse fim de semana, o livro em minhas mãos percebi como era. Grande, muitas páginas e letras pequenas, parece ser uma leitura cansativa. Mas li as primeiras páginas e adorei, vou tentar comprar em breve.

    [Responder]

  5. Oi.. primeira vez que eu escrevo algo aqui (algumas vezes venho dar uma olhada nas resenhas dos meus livros-alvo) rs.. Achei o livro muito interessante, uma parte pelo senso de humor irônico/inteligente (meu favorito) e a outra por ser voltado para mente masculina nessa vertente da vida (o que não se encontra facilmente).
    aah.. por não ter blog deixo o e-mail do meu orkut a disposição. (n_n)
    douglpadilha@yahoo.com.br

    bju

    [Responder]

  6. otima critica, mas sem duvida falta falar de muita coisa, afinal o livro é quase uma biblia. nick é sem duvida um adolescente adulto, mas existem pessoas assim, eu tenho 15 anos e sou quase igual (não penso em sexo do mesmo geito q ele…). o livro é cansativo sim, mas é uma otima leitura, li uma vez e estou lendo de novo, recomendo PARA OS ADOLESCENTES! e recomendo tambem q garotas não leiam.

    [Responder]

  7. Eu tenho esse livro ~ foi caro por sinal ~ mas eu ainda n tive A vontade de lê-lo sabe? E vc falando que ele é meio cansativo só vai me fazer adiar mais a leitura hehe

    [Responder]

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


CommentLuv badge