BEDA #6: Eventos literários

Pelo jeito meu BEDA vai ser só nos dias úteis, haha! Mas é melhor do que nada, né? 😉 Hoje eu vim falar dos eventos literários dessa semana e da semana passada. Minha semanada passada na verdade ainda não terminou, e não vai terminar até semana que vem.

Sábado passado teve evento da Ana Beatriz Brandão e seu livro Caçadores de Almas. Foi lá na Livraria Cultura do Conjunto Nacional e foi bem legal. A Ana Beatriz autografou os livros a partir das 11h e estava previsto para terminar às 13h, mas se estendeu bastante porque a fila ainda permanecia. Os dois personagens que aparecem na capa estavam lá, com uma espada maravilhosa, tirando fotos com quem quisesse! Eu tirei foto na hora em que eu cheguei e tirei foto dos brindes que ganhei, que foram muito legais: marcadores, bottons, caneta, almofada, bolsa-saco e até uma garrafinha de água!

Na noite do mesmo sábado, teve evento do Augusto Alvarenga e seu livro Um amor, um café e Nova York. São dois livros, na verdade, e o Augusto acabou de lançar o segundo. Ele me deu o segundo de presente e eu comprei o primeiro lá no sábado. Teve um bate-papo e o Augusto assinou e conversou com todos que estavam lá, sendo o fofo que ele é! E teve bottons superfofos também! O primeiro livro é minha próxima leitura, por acaso!

Aí quinta-feira tem o lançamento dessa coisa linda, o livro do Daniel Bovolento, Por onde andam as pessoas interessantes?. Estou superansiosa, adoro os textos do Entre Todas as Coisas! Vai ser quinta-feita, 13 de agosto, às 19h na Livraria Cultura do Conjunto Nacional (preciso sair correndo do trabalho!).

E sexta e sábado vai ter evento dessas lindas e divas e desse livro maravilhoso! Paula Pimenta, Babi Dewet, Bruna Vieira e Thalita Rebouças lancarão Um Ano Inesquecível aqui em São Paulo, na sexta feira às 16h na Livraria Cultura do Conjunto Nacional, e no sábado às 15h na Livraria Cultura do Bourbon Shopping.

Então é isso. Minha agenda tá cheia até semana que vem. Se alguém me ver em algum desses eventos, pode chegar pra pedir um marcador do blog 😉

BEDA #5: Falta um mês para a Bienal!

Acho que na real os 30 dias foram ontem, mas FALTA UM MÊS PARA o primeiro fim de semana da BIENAL e OMFG eu mal posso conter minha empolgação!

Nessa reta final as redes sociais da Bienal entram em desespero pra falar toda a programação, então preparem suas agendas! Eu estou fazendo a minha agenda para a Bienal aqui e espero nesse fim de semana poder atualizar com todos os novos nomes e datas anunciados!

Durante esse BEDA com certeza eu falarei mais sobre a Bienal. Preciso fazer minha (pequena) lista de superdesejados, preciso comentar sobre a loucura que é comprar as passagens para horários tão difíceis e definidos como os meus, preciso falar de todas as minhas expectativas pra mais uma Bienal que promete ser uma loucura e uma maravilha!

Se alguém tiver alguma pergunta específica sobre o evento, sobre como se virar no Rio de Janeiro ou sobre livros e autores, é só perguntar! Eu não sou a maior conhecedora do RJ, mas prometo ajudar no que eu puder! 😉

Enquanto isso, a pergunta que não quer calar é: SE VOCÊ SÓ PUDESSE COMPRAR UM LIVRO NA BIENAL DO RIO, QUAL VOCÊ COMPRARIA?

BEDA #4: Livros no quarto

Um quarto de nove metros quadrados. Três por três. Não sei bem o que significa de espaço, mas sei que é um tamanho bom pra um quarto pra uma pessoa. Eu entro nele pela porta encostada na parede. Na parede da frente tem uma janela e todas as outras paredes estão vazias, assim como todo o quarto. Não consigo imaginar uma vida nele. Onde ficará a cama? E o guarda-roupa? E o mais importante: onde ficará a primeira (de muitas, espero) estante?

Comprei a cama. É branca, não tem nada de mais, o que eu poderia esperar de uma cama? Comprei o guarda-roupa. É maior do que eu gostaria, mas eu fiz tanta questão que tá ótimo, cabe todas as minhas roupas e minhas coisas e, mais importante, tem um espaço legal pra colocar meus livros. Ainda não tenho estantes nem prateleiras. Será que vou ter?

Acho que se eu morasse sozinha não teria tanta pressa em ter uma cama. É só ter um colchão. E aí teria livros de lado, fazendo as vezes de mesa de cabeceira. Uma mesa de cabeceira feita de livros para os livros de cabeceira. Ou os livros que estão sendo lidos no momento. Ou apenas os livros, quaisquer que sejam. O guarda-roupa é uma prioridade, realmente, porque lidar com roupas em malas e bolsas não é nada legal. E olhe que eu nem sou uma pessoa muito organizada, mas eu tenho um certo TOC, por mais estranho (e exagerado) que isso seja.

A prioridade mesmo é a estante. As estantes. As prateleiras. Os nichos. As peças que podem guardar e mostrar os livros. As ideias estão por todos os lados. Livros na vertical, livros na horizontal, lombadas e capas à mostra. Nove metros quadrados podem guardar vários livros, né? Poderia ser uma estante normal, com seis prateleiras, com a profundidade perfeita, fechada na parte de trás. Ou uma estante formada por vários nichos, vários quadrados em espaços irregulares. Ou poderiam ser vários nichos espalhados pelas paredes, mas aí talvez ficaria coisa demais, exagerado demais. Pouco espaço pra muito livro, pouco espaço pra muito nicho.

Ou eu poderia sonhar mais alto e pensar numa estrutura completa de cama em cima e local de leitura embaixo, bem aconchegante. A cama em cima tinha que ter uma luminária e uma prateleira pra acompanhar, porque ninguém merece ter que levantar da cama pra guardar o livro e apagar a luz antes de dormir. Na parte de baixo seria meu paraíso particular. Várias estantes, vários livros em volta de uma poltrona que poderia ser até um sofá-cama. Algo pra descansar as costas e os pés. Com almofadas que abracem quem estiver sentado. Com descanso de braço e espaço suficiente pra ter várias posições possíveis durante a leitura. Com uma luminária focada na leitura, pra dar um clima bem confortável. Um lugar bem confortável que até dê pra esquecer a cama de vez em quando.

Sonhando ainda mais alto, a estante perfeita poderia começar na entrada do quarto. A porta feita de prateleiras. A porta com nichos. A porta com livros. E aí, ao entrar no quarto, dar de cara com livros. Por todos os lados, de todas as cores, de todas as formas. Em nichos, prateleiras, estantes e mesas de cabeceira. Pra organizar por humor, por autor, por cor. Dois dias inteiros de arrumação. Com aquele sentimento de orgulho imenso ao terminar de limpar e organizar tudo. Não há coisa melhor.

Tira uns livros do caminho, senta em qualquer lugar que tenha espaço, fica à vontade. Já pegou sua leitura da vez?

BEDA #3: Blogs e interação

badge_post_00

Eu me animei a participar desse projeto BEDA porque 1) eu precisava de algo animador pra me fazer postar todos os dias novamente 2) eu quero conhecer blogs novos. E daí eu vi esse projeto em algum blog que agora eu não lembro qual foi e gostei bastante.

O Rotaroots é um grupo de blogueiros “de raiz”, que fazem conteúdo criativo e autoral. Ainda não olhei muitos blogs do grupo, mas já vi que são bem diversos e os que eu olhei gostei bastante. Depois do que eu chamo de época de ouro dos blogs literários, eu sinto muita falta de ler bons blogs. Teve um tempo em que todo mundo queria ter um blog literário pra poder ganhar livros, e cara, isso era muito chato. Zilhões de blogs com os mesmos conteúdos, com a mesma cara, o mesmo formato, os mesmos assuntos. Aí eu cansei.

E agora eu tô tentando ter novamente uma lista de blogs para ler e esses projetos assim vêm bem a calhar. Principalmente a parte de conteúdo autoral. Eu não consigo imaginar o porquê de alguém ter um blog para postar algo copiado de outra pessoa. Perdeu todo o motivo de ter um blog, que é justamente ter um espaço pra falar as suas próprias opiniões. Acho que se você quer somente concordar com outras pessoas, existe o “retweet” e o “compartilhar”.

E por causa dessa minha ausência entre blogs, eu acabei deixando de interagir com muita gente e, consequentemente, sinto falta dessa interação aqui no blog, também. Acho que eu já passei do tempo em que tinha um blog apenas pra mim mesma (tive vários).

Então, se você está lendo esse post, tenho uma pergunta pra você: o que faz você comentar em posts de blogs? Ou você só comenta nas suas redes sociais, não faz comentários diretos no blog? Ou você prefere compartilhar o post pra dizer que gostou dele? Enfim, o que faz você interagir com os blogs que lê?

Pessoalmente, eu acabo comentando mais nas redes sociais do que no blog. Provavelmente por causa da praticidade, que em blogs faz muita falta. Não sei como está a situação atual, mas antes muito spam era feito através de comentários em blogs, então normalmente são utilizados plugins pra barrar esses spams. Mas, infelizmente, isso acaba barrando também quem realmente quer comentar algo do post, mas não tem paciência pra lidar com “queremos saber se você é realmente humano”.

Então, além de querer postar mais no blog com esse projeto, a minha outra meta é participar mais de outros blogs, também. E você, também quer interagir? Gostaria de sugestões de blogs legais pra conhecer! Eu queria postar um link que tivesse todos os participantes desse BEDA do Rotaroots, mas não tô achando algo desse tipo. Acho que em breve sai um site ou algo do tipo com essa informação.

BEDA #2: Leituras recentes

Não faz muito sentido fazer uma retrospectiva do mês. Nem acredito que a essa altura do ano eu ainda consiga fazer uma retrospectiva dos livros lidos NO ANO! O ano começou bem devagar pra mim, só agora tô conseguindo ler dois ou três livros por semana.

Meu skoob tá uma bagunça só, então decidi manter meu goodreads atualizado. Acho que eu esqueci de anotar lá uns 3 ou 4 livros, mas agora não tô lembrada. Enfim, colocando em números:

- Livros lidos: 16
- Séries começadas: 8
- Séries terminadas: 1
- Gêneros:
*Romance histórico: 5
*Romance contemporâneo: 7
*Fantasia: 2
*Jovem adulto: 2

 

Eu na verdade comecei essa lista com os livros que comecei a ler em São Paulo. Ou seja, de janeiro a março eu não anotei nada, mas também não li muito nesse tempo. Comecei o ano meio desorganizada.

Dos livros que eu li (e anotei) esse ano, já tem algumas resenhas, por ordem de melhor livro para pior (menos bom) livro:

- O Descompasso Infinito do Coração, da Bianca Briones
- No Mundo da Luna, da Carina Rissi
- A Rainha Vermelha, da Victoria Aveyard
- Uma Noite para se Entregar, da Tessa Dare
- Proteja-me, da Maya Banks

A grande maioria dos livros que eu li foram livros físicos. No kindle, só li os três livros da Stephanie Perkins: Anna and the french kiss, Lola and the boy next door Isla and the happily ever after.

Acho que minhas leituras vão ficar na mesma média ou vão diminuir, porque eu pretendo ler algumas coisas de estudo da minha área. Mas não sei se vou conseguir, tem tanto livro legal pra ser lido, né? (: